Escolha o idioma

Mensagem

      

Livro Minha Vida com Deus

 

 

 


Os relatos deste livro são de sete anos atrás, foram momentos muito felizes onde me encontrei completamente por ter ido em busca do que me era mais precioso naquele momento, continua sendo e outros livros já foram escritos, ainda acordo todas as madrugadas para falar com Deus.
Esta é mais uma vitória como tantas outras que Deus me deu.
Busco a cada dia mais e mais da Sua presença e sei que estas vitórias são respostas a estas buscas.
 
DIREITOS AUTORAIS= PROIBIDA CÓPIA SEM PRÉVIA CONSULTA

e mails para: rocio@projetoluzdomundo.com
                     

 

MINHA VIDA  COM DEUS

 

 

 

 

MARIA DO ROCIO

 

 

 

 

 

 

 

 

                                                                 TITULO:

 

                                                  MINHA VIDA COM DEUS


PUBLICADO EM 2013

AUTORA:    
PASTORA  MARIA DO ROCIO   

REVISOR:

 EDITORAÇÃO:  

 PASTOR LEONARDO SANTOS

REFERÊNCIAS:

PASTOR MOISES

ARTE  GRÁFICA:
PRA. MARIA DO ROCIO

ESTELGRAF- SÃO JOSÉ DOS PINHAIS - PARANÁ

 

                                                     AGRADECIMENTO A DEUS

      Por ser o Senhor da vida, pelo amor incondicional que tem pelo homem, criação sua, por nos dar seu filho amado para que fossemos perdoados das nossas falhas que me deu uma vida completa na presença do único e verdadeiro Senhor de nossas vidas, que me mostrou que o viver só é completo quando Jesus Cristo é o exemplo para todos os nossos dias. 

     Ao Senhor Jesus Cristo, que tem nos mostrado a necessidade de levar as almas a conhecer Deus e viver segundo a sua Lei de amor. Por ter nos ensinado que o mais importante é fazer discípulos, “ide e fazei discípulos” Mat. 28.19, dito por Ele, aqueles que o seguiam.

     A Ele, que nos ensina a amar e assim agradar ao Pai, e viver segundo os seus mandamentos. Ao Espírito Santo, por ser o idealizador, de todas as ações que revelam amor, adoração e louvor a nosso Senhor Jesus Cristo, Pela sua presença constante na minha vida para me ensinar, por me consolar nas horas de tristeza, Por me incentivar a orar e orar comigo, por me advertir sobre os meus erros, por não permitir que eu me afaste das coisas do Reino.

     Aquele que colocou em minhas mãos o sonho e desejo do Projeto Luz do Mundo, para que através dele muitas vidas possam ser salvas para a honra e a glória de Nosso Senhor Jesus Cristo.

                                                                                                    Maria do Rocio

 

 

 

                                                         INTRODUÇÃO

 

    Minha vida com Deus teve início na 3ª Igreja Quadrangular em Curitiba, que eu a convite de uma amiga, que vive nos Estados Unidos, mas frequentadora desta Igreja quando está no Brasil, me fez numa destas ocasiões, fui à primeira visita e não me envergonho de dizer que depois de muito tempo decidi comprar  uma Bíblia, ainda guardo a velha Bíblia de meu pai, mas minha é a primeira, o culto foi lindo e mexeu muito comigo, no culto seguinte uma quinta feira, As três batidas na porta da Graça, quando o saudoso Pr. Rubens fez a pergunta eu aceitei Jesus.                                                          

      Comecei aí uma das campanhas das três batidas na porta da graça, eram tempos ruins, é nesses momentos que se procura ajuda e eu não era exceção, os resultados das batidas na porta da graça, vieram como enxurradas de bênçãos, Deus me ouvia, mas eu ainda não o ouvia.

      Continuei indo a 3ª Igreja Quadrangular em Curitiba, como praticamente morávamos em Guaratuba senti necessidade de uma igreja nesta cidade, procurei a Igreja Quadrangular e passei a frequentá-la, alguns meses depois, com a troca de alguns pastores nesta igreja e sem o entendimento ainda de muitas coisas me senti perdida e passei a não ir com tanta frequência, embora me fizesse falta tentava ir a Curitiba quando era possível, participava de cultos nas quintas, também gostava de um culto de libertação que era nas terças feiras às quatorze horas e quando possível ia também aos domingos, principalmente quando os cultos eram de campanhas ou especiais, mas o que eu mais gostava realmente era o de quinta feira, as três batidas na porta da graça, até hoje gosto deste culto e não consigo entrar na Igreja sem participar de pelo menos uma campanha.

       Certo dia uma amiga nos convidou para ir à Igreja Batista Independente, isto em Guaratuba o que eu fiz, a maioria das vezes ia sozinha, pois o Marcelo se recusava a ir. Passei a gostar dos cultos, o louvor era feito por um amigo que também fazia parte desta Igreja, era muito lindo, o grupo de louvor todo era muito bem trabalhado e faziam realmente o melhor, eu me identificava muito com o louvor e também com a companhia de muitas pessoas conhecidas. A partir desta data muitas coisas mudaram para mim, eu não era mais a mesma, não importava mais em que Igreja ou culto eu estivesse, o importante era o que sentia e isso me levava cada vez mais para perto do Senhor, até que comecei realmente a ter uma vida com DEUS.

 

 

 

 

 

                                                               CAPITULO I

                                                          FUI TOCADA POR DEUS.

 

Para que creia que te apareceu o Senhor Deus de seus pais, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó. Êx 4:5

      Só posso descrever a partir de 17 Abril 2007, antes disto eu não conversava com Deus, e se o fazia era esporadicamente e nas horas de desespero.   Foi também por desespero que certa noite enquanto chorava, senti que não estava só, como estava pedindo a Deus, continuei a chorar e a pedir a Ele que me ajudasse.

     Aquela noite acabou no dia seguinte ainda continuei a andar pela casa, fazendo o meu trabalho diário e falando com Deus. Devo ter dito muita coisa louca, boba e sem sentido, mas fui ouvida com toda a certeza, pois o dia passou, veio à noite e a madrugada. As 3:00 hs. da manhã, acordei ou fui acordada e mais uma vez estava chorando e pedindo a Deus que me ajudasse, já havia feito muitas coisas ruins, mas Deus se compadeceu, pois passei a percebê-lo, o ouvia falar-me cada vez mais que Ele falava comigo.

     Assim se passou a semana, o mês e quando eu percebi , dependia de Deus até para fazer algumas coisas simples. Eu esperava sempre ansiosa pela madrugada, pois eram naquela hora, que eu esclarecia as minhas dúvidas. Estávamos frequentando a Igreja Batista em Guaratuba, sempre para o culto da quintas feiras, Não Desista era o nome da campanha.

      Uma determinada quinta feira voltamos do culto e de madrugada eu estava novamente falando com Deus; a energia espiritual que o culto me passava me fez ver que eu seria feliz se tivesse o Espírito Santo de Deus. Exatamente nesta madrugada pedi a Deus que me desse o Espírito Santo, assim, na simplicidade, eu havia me identificado com a música, ou louvor que dizia, um anjo preso a Jacó, que por sua benção lutou, então decidi lutar pela minha benção.  Já vinha com esta ideia, desde que um pastor falou para que eu levantasse as mãos e dissesse:    

 - Eu tenho em minha mão a Unção que Deus me deu para Curar.         
-  Eu tenho em minha mão a Unção que Deus me deus para Prosperar.
-  Eu tenho em minha mão a Unção que Deus me deu para Profetizar.                      

       Isto foi há cinco meses, estas frases, mais alguns livros do Benny Him, que li, mexiam com a minha cabeça a tal ponto de eu achar que estava enlouquecendo, isto tudo após muitas crises conjugais daquelas que levam uma pessoa a querer morrer, eu já não sentia mais nem um prazer na vida mas uma grande falta de ânimo para continuar nesta vida do jeito que ela estava, hoje já frequentando a Igreja e conhecendo Deus podia avaliar porque quis morrer, noites de choro, muitas noites de súplica a Deus para poder suportar a dor de ser traída, quando falo em morrer não exagero, pois realmente tentei, foi Deus que não permitiu que o pior acontecesse.

      Comecei então a me entregar cada dia mais a Deus para esquecer o que havia passado, mesmo com as constantes negativas, sabia o que tinha acontecido.  Passei então a ler mais, e continuei todas as madrugadas ainda chorando e orando, pois a partir desta oração eu falava com Deus e o sentia perto de mim.   Algumas vezes chamei o Marcelo para orar comigo, depois desisti dele, pois ficava chato no dia seguinte, alegando que não dormira a noite.

      Continuei orando sozinha, e pedindo Senhor, me dê o Seu Espírito Santo, cheguei a apelar dizendo a estrofe da música do Jacó Eu só saio daqui quando receber a minha benção, foi aí enquanto orava que senti a presença de Deus ou de Jesus e pedi a Ele que me tocasse, foi um susto tremendo, pois foi como se tivesse levado um choque, puxei a minha mão sabia que aquilo era o toque de Deus.   Ao puxar a mão, bati na perna do Marcelo e com a força o acordei,  também assustado o Convidei então para orar, e disse que achava que Deus ao me tocar, também o acordou e insisti para que orasse comigo.   Ajoelhamo-nos, cada um do seu lado da cama, e oramos, pedimos perdão a Deus, e um ao outro, depois lemos o Salmo 91, pois ainda estávamos  tremendo pelo susto, acho que  era a emoção que não me deixava parar de tremer.

      No dia seguinte comentei detalhadamente com o Marcelo o que havia ocorrido ao expor a maneira como ele foi acordado;

     Bateu um susto e uma grande insegurança em relação aos meus encontros na madrugada.    Ele me disse que ao bater nele, sentiu como se tivesse sido furado por um espeto, isso provocou o medo. Eu estava maravilhada, pois tinha sido tocada por Deus, e ele me dizia que era como um espeto gelado;  o que poderia ter ocorrido é que eu com o susto batemos nele com a unha e isso o machucou, eu estava à horas ajoelhada no chão gelado em oração, é uma casa de praia e o piso é frio, isso justificaria a descrição dele, mas por via das dúvidas, já que fé neste momento era muito pequena ou nenhuma, resolvi procurar uma amiga, (a mesma que me levou a esta Igreja) e ela me indicou o Presbítero.

      Fui até a Igreja e pedi para falar com ele.    Foi muito atencioso, me explicou coisas muito importantes, me disse que Deus queria que eu tivesse mais Dele, que eu estava vivendo uma vida de migalhas com Deus, que Ele o Senhor me daria um banquete não deveria me contentar com as migalhas e me fez crer que havia recebido um chamado do Senhor.  (A partir daí, muda a minha fé)  no momento que passei a acreditar que o ocorrido vinha de Deus, e que eu estava no caminho para Ele, quando com Ele falava nas madrugadas. Voltei para casa tranquila e esperando que a noite chegasse para poder mais uma vez conversar com Jesus, continuei pedindo ao Senhor que me enchesse do Espírito Santo e Ele me atendeu. Entendi que tinha o Espírito Santo em mim, quando passei a ter maior entendimento de tudo que lia na Bíblia, a palavra, como dizem é mais fácil de ser compreendida, quando se tem essa ajuda maravilhosa do professor, do ajuda dor que é o Espírito Santo; e essa ajuda passou a fazer parte de todos os meus dias.

      Tinha respostas de todas as perguntas falava com Ele e ouvia a sua resposta.    Numa dessas madrugadas, ouvi que eu já havia recebido o Espírito Santo e que Ele estava sempre comigo. Passei a ler mais a Bíblia e outros livros, passei a procurar a ajuda da Igreja através do presbítero e ele me esclarecia às dúvidas normais de um crente que ainda não sabe o que é.

       Durante este período li alguns livros e alguns textos que ele me passava;    Fui para Curitiba e tive as mesmas experiências que tinha em Guaratuba, fiquei com medo que ao trocar de casa, ou de cidade, ou de Igreja, alguma coisa se perdesse desta relação maravilhosa que tinha com Deus.

 

 

 

                                                                CAPITULO II

                                                       ENTREGA DAS BIBLIAS.

 

 

 E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. (Jo. 8:32)

       Na ida a Curitiba, tomei uma decisão muito importante para a minha vida, mas sei que afetará a vida dos meus também, decidi que não mais trabalhar para o mundo, passaria a fazer a obra como dizem os crentes, comecei, fui a Sociedade Bíblica do Brasil, comprei uma caixa de bíblias para distribuir durante uma viajem ao Sul, iríamos conhecer o Chuí e esta era a minha oportunidade de levar a palavra a pessoas que não a conheciam.

       Deixei algumas com o presbítero para que distribuísse entre os irmãos da Igreja.    Quanto as minhas comecei pelos meus filhos no dia da viajem, entreguei a Josiane e ao Leomar uma Bíblia, pedi a Josiane que desse as dela a alguém que não tivesse, a minha outra filha, já tinham a Bíblia. Além da caixa de Bíblias levei alguns livros que me foram emprestados pelo Pr. da Igreja Quadrangular, me espantou quando ele me entregou um livro do Dr. T. L. Osborni relacionado à cura e libertação, já tinha sido comentado comigo a respeito destes livros e o que me disseram é que era comida forte, nada haver com bebês ainda gatinhando, mas devo dizer que foi muito bom, gostei muito da leitura devo tê-lo lido em dois ou três dias.     

      Voltando a obra, a ideia era deixar uma Bíblia em cada Hotel aos atendentes ou aos frentistas, mas não foi assim, primeiro, como entregar Bíblias evangélicas sem saber se a pessoa era evangélica esta foi a dúvida, segundo quem determinava onde e quando a Bíblia seria entregue era o Espírito Santo, não eu, descobri isto na primeira entrega.  

       Ao sairmos do primeiro hotel em Laguna SC., eu não entreguei a Bíblia ao atendente, ao invés disto pedi a ele para chamar o rapaz que havia nos atendido no dia anterior, ele já deveria ter ido embora, foi a informação, mas por algum motivo ainda se encontrava no Hotel, mesmo algum tempo depois da troca de turno, ele agradeceu feliz o presente, eu desabei a chorar, me sentia como se já estivesse trabalhando para Deus.

       No segundo Hotel eu acordei a noite e falei com Deus durante um longo tempo, quase sempre eram lamentações em relação a minha vida conjugal, era uma decisão a ser tomada, e eu ainda não estava pronta para isso, então chorava e pedia a Deus para fazer isto por mim.     

       Pela manhã saímos do hotel e mais uma vez eu não entreguei a Bíblia para o rapaz que nos atendeu como estava programado, o Marcelo nos dirigiu a um posto de gasolina na noite anterior e eu não prestei atenção, pois estava  focada na leitura do livro enquanto ele mexia no carro.    Ao sairmos pela manhã ele foi a um posto de gasolina e eu não sei por que perguntei se era o mesmo posto da noite anterior, ele disse que não, mas, foi até lá mesmo assim. Chegando ao posto ele descobriu que não poderia pagar o abastecimento com o cartão, pois o sistema estava fora do ar, o frentista nos indicou outro posto e fomos a ele, creia coincidentemente o mesmo posto da noite anterior, descobrimos ao chegar e era ainda o mesmo frentista da noite anterior que não tinha conseguido largar o turno, já deveria estar em casa, mas estava trabalhando, ou seja, ai eu entendi, estava esperando pelo presente de Deus, eu sabia, pois as lágrimas vinham aos olhos mesmo sem eu querer.

      Mais uma madrugada conversando com Deus e esta foi bem longa, passei a noite toda entre conversar com Deus e ler a bíblia e o livro que estava lendo cada vez mais interessante.    No dia seguinte não sentia cansaço, mesmo não dormindo, mas o tempo que passava com Deus não me faltava.

      Nesta noite sonhei que estava em um depósito, tinham muitas mesas, e cadeiras empilhadas, em outro lado eram armários e arquivos de metal, tudo muito velho e muito sujo, haviam corredores muito estreitos e eu passava por eles deveria chegar a algum lugar e não via a hora de sair dali, me causava muito medo, de repente comecei a ouvir um barulho e alguém ou alguma coisa vinha atrás de mim, apressei o passo quando descobri que era um demônio muito feio que me perseguia, ele queria me pegar, estava muito aflita e desesperada naquela situação, então vi a minha frente uma luz, ela crescia e se transformou na figura de Jesus, Ele me estendeu a mão e dizia “toca a minha mão”, mas estava longe não conseguia tocá-lo, mais um passo e eu toquei Jesus, o demônio desapareceu.   Ainda angustiada pelo terror do sonho, acordei, mas já me sentia melhor, tinha na mente a última ação toquei o Senhor e Ele me salvou do mal.

      Manhã do terceiro dia, é hora de entregar o presente de Deus a alguém, eu já havia descoberto que não precisava me preocupar, pois o Espírito Santo me mostrava a pessoa e me levava a comoção para confirmação.   Desta vez a Bíblia foi para o condutor de um trenzinho que vai quatro km. Mar adentro e a pessoa do condutor tem que empurrar o mesmo com quatro, cinco ou seis pessoas em cima, mas não foi isto que determinou a entrega, afinal tinham pelo menos uns dez deles ali, fui dirigida a um e ao receber veio a comoção e ele declarou que precisava de uma Bíblia, e era para o filho, ele acredito nem sabia ler.  

      A quarta Bíblia foi para uma moça ela estava na rua com uma bicicleta, estava parada e conversando com outra, andamos ainda uns dois ou três km..   Após passarmos por ela quando entendi, era dela a Bíblia, voltamos e ao entregar o presente a ela , me falou que não era o caminho dela, morava bem longe dali e só estava pedindo uma informação a outra pessoa, neste momento entendi o testemunho que estava dando e entreguei uma Bíblia a outra pessoa também, pois a mesma manifestou comoção ao ver o que havia acontecido, presentes agradecidos seguimos viajem.

      A quinta ficou no Chuí, uma vendedora, entrei na loja ela me atendeu, fui para o Hotel, após ter comprado algumas roupas, mas não conseguia parar de pensar na vendedora, no dia seguinte antes de irmos à outra cidade passei na loja, neste momento foi que entendi que a Bíblia era dela, após recebê-la ela me disse que era de Maringá, Paraná, que ganhava muito pouco, queria mudar a sua vida, mas nunca lhe sobrava nada do trabalho, agradeceu a bíblia e me disse que iria pedir a Deus para mostrar-lhe que decisão tomar.

       Mais três bíblias ficaram no Rio Grande do Sul, duas para motoristas de ônibus que estavam em uma esquina e eu ainda não sei dizer por que dois ônibus e dois motoristas de ônibus faziam parados ali na mesma esquina que eu tinha que parar, mas aconteceu assim e sempre com surpresas ao entregá-las.  

      A nona e a décima ficaram em Laguna, uma entrega muito bonita também foi a um Senhor que estava no ponto do ônibus, o ônibus parou  e o homem sumiu após o ônibus ter saído pensei, bem esta não consegui entregar, pensei, quando estávamos saindo, vi o homem novamente no ponto, não tinha como não identificá-lo ele usava uma camisa amarela, aquele amarelo que se vê de longe, ele perdeu o  ônibus porque entrou num bar.

      Todas essas pessoas tinham o desejo de ter uma Bíblia, mas nem uma se dispunha a comprar, pois era considerado supérfluo, e o dinheiro na maioria dos casos era pouco. Só uma já tinha a Bíblia, mas também não a lia, era herança do pai e as folhas estavam se soltando, por este motivo e para não perdê-las não a lia, queria preservar a lembrança deixada pelo seu pai.

      Ao voltar fui ao culto na Igreja e aí entreguei mais uma Bíblia em situação diferente, falei a minha amiga na porta que desse aquele exemplar a alguém, neste momento uma senhora se aproximou e disse, dá para a minha filha a amiguinha dela tem vindo à Igreja e ela acabou dando a sua Bíblia a amiga, achei um gesto bonito, se era ou não dela não contestei, simplesmente dei a ela, entendi que era o certo quando ao vir agradecer o Espírito Santo mais uma vez me levou as lágrimas, ainda restavam algumas bíblias que entreguei ao presbítero para distribuir e as que ficaram na minha casa, foram para um grupo de crianças que estavam sendo evangelizadas por uma irmã. Assim conclui, creio eu com êxito a primeira fase do meu propósito com Deus, nada foi por acaso, como disse tudo veio do Espírito Santo para honra e Glória do Senhor.

 

                                                         CAPITULO III

                                                   O FRASCO DE SANGUE

 


Mas agora em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longes, já pelo sangue de Cristo chegastes perto. (Efésios 2:13)

      Os meus dias desde o retorno tem sido de muita leitura, afazeres domésticos, viagens entre Guaratuba e Curitiba, desde então alguns problemas estão sendo resolvidos por milagres e as madrugadas tem sido cada vez mais esperadas, pois me refazem por completo, é nelas que tenho sido abençoada com revelações e muito amor de Deus.   Em Curitiba, por duas noites eu fui dormir e não acordei às três da manhã.  

      Quando voltei a Guaratuba em uma dessas madrugadas eu vi, como se fosse um sonho, mas eu estava acordada;   Estava dentro da Igreja e ela estava cheia,  o Pastor  estava pregando e de repente eu vi lá na frente junto à arvorezinha o Senhor Jesus, Ele olhava para mim, sorria e dizia para eu ir até Ele, eu fui e ao chegar bem perto percebi que só eu podia vê-lo, o Presbítero estava lá em cima e me olhava como que perguntando o que eu estava fazendo, então eu falei Jesus está aqui, mas foi só para ele, quando me olhou sem saber o que estava acontecendo eu falei-me de a tua mão, como se soubesse o que estava fazendo e assim que ele pegou na minha mão ele caiu, a irmã que estava muito perto me disse também quero que o Senhor me cure, então eu disse a ela o que Jesus me mandou dizer: “que pouca fé mulher, você não tem mais nada”, ao mesmo tempo a esposa do Presbítero chegou perto e o Senhor me falou:” diga a elas que o que elas tem se chamam Andreia, Natalia e Felipe e este é o nome do meu servo mais novo.”

      Então a pedido do Senhor eu pedi ao Pastor, que me desse um frasco de óleo só que tinha que estar vazio.

      O presbítero levantou-se do chão e pediu que eu desse a mão a ele novamente, então ele, as irmãs da igreja que estavam próximas, o marido de uma das irmãs pegaram na minha mão e viam Jesus, nem um deles conseguia se conter, tão grande era a felicidade, de repente começou uma aglomeração e eu pedi ao Pastor, que pedisse às pessoas que não saíssem dos seus lugares;

      O Pastor pegou na minha mão, mas não viu Jesus, mais algumas pessoas também pegaram na minha mão, mas não viram Jesus, além dos que tinham visto só o outro Presbítero foi que conseguiu ver ao Senhor.

     O frasco chegou e eu estiquei o braço em direção de Jesus para entregá-lo a Ele, mas antes de chegar lá ele já estava cheio de um liquido vermelho muito brilhante como se estivesse com vida, foi quando percebi que o Senhor tinha enchido o frasco com o seu sangue e era para nós, fiz como com perfume, molhei os dedos no líquido e fui passando nas mãos daquelas pessoas que tinham visto Jesus.

     Ainda a pedido de Jesus, pedi ao Pastor  que fizesse imperar o silencio dentro da igreja e que ele convocasse todos os diáconos para que se colocassem próximos aos bancos, que retirassem as cadeiras extras, quando o silencio se fez, as pessoas começaram a cair os que estavam mais próximos de nós é que caiam, então fomos passando por eles para que todos recebessem aquela benção que o Senhor estava dando tão generosamente a toda a Igreja.

    Os diáconos começaram a ajudar aquelas pessoas que estavam levantando-se do chão, nós continuávamos passando nos corredores, eu mais uma vez fui ao Pastor  e  pedi a ele que dissesse às pessoas que fossem buscar os seus doentes pois Jesus queria curá-los, então falei ao Pastor  que estaríamos ali até as 8:00 da manhã seguinte, nesse momento o Pastor se espantou e me disse como? e eu respondi que havia prometido isto ao Senhor que se Ele viesse eu ficaria na Igreja até que todas as pessoas fossem curadas, inclusive que mandaria buscar os doentes em suas casas, não havia perguntado aos demais, mesmo assim prometi, mesmo que seja só eu e o Senhor, mas eu ficarei até o fim.

      Disse ainda que a Igreja estava cercada por anjos, que eles estavam louvando ao Senhor e por isso não havia necessidade da música na Igreja, o louvor deles era agradável ao Senhor, foi o que ouvi.

      O Pastor perguntou por que só aquelas pessoas receberam o liquido e com quem iria ficar o frasco e se ele ficaria na Igreja.   Então eu falei que não, que o Senhor havia me dito que aquele frasco era para 1.300 Igrejas e que ele deveria ficar comigo, eu receberia indicação de quem o receberia do Espírito Santo. 

     O Pastor ainda perguntou se eu não iria derramar já que o frasco não tinha tampa, e o Senhor me mandou virar o frasco, nem uma gota caiu.   Quando eu virei o frasco a minha amiga que me trousse para esta Igreja e a esposa do Pastor puseram suas mãos em baixo, mas como nada caiu elas começaram a chorar, eu olhei para o Senhor e Ele disse: “Só os quatro permaneceram recebendo desta unção após este período aqui, vão curem todos os doentes, libertem todos os que estiverem presos a amarguras, façam isso em meu nome.”

     Quando o meu marido se aproximou eu disse a ele que chamasse algumas pessoas e fossem providenciar lanche para muitas pessoas, que viriam ainda durante toda a madrugada e assim foi uma noite inteira de bênçãos e a fila não acabava, parecia que a cidade inteira estava ali , as curas eram maravilhosas, Jesus curou tudo, desde uma simples depressão até cegos, surdos, aleijados, lembro-me de ter visto alguns conhecidos na fila e que sabia que estavam doentes.

      Os dois Presbíteros choravam, as irmãs que estavam fazendo o trabalho pareciam manteiga derretida de tanto chorar, só o marido da irmã que citei no início é que não chorava.   Assim foi toda a madrugada, havia muita gente ainda esperando nas filas, enquanto meu marido e alguns irmãos serviam o lanche, nos cuidávamos para que todos recebessem a cura, de vez em quando uma das pessoas pegava na minha mão e algumas viam Jesus outras não, eu sabia quando elas o viam. O Presbítero chegou perto e pegou na minha mão, então eu disse a ele que podia ver o Senhor sem pegar na minha mão, só tinha que crer, da mesma forma o outro Presbítero e a irmã que permaneceriam com a unção após aquele período podiam vê-lo, a partir daí peguei-os olhando para Jesus e ainda chorando de felicidade.     

      O mesmo acontecia comigo, eu me voltava para traz para olhar o Senhor, Ele sempre sorria e eu chorava de felicidade, eu disse a Ele que este foi o meu sonho por algum tempo, tudo o que eu queria era vê-lo e poder trabalhar na sua obra, Isto tudo eu sonhei como falei de início, só que eu estava acordada e não era da minha imaginação eu via como um filme passando na minha frente e eu fazia parte dele.

     Já me questionei sobre as tantas horas que passo acordada de madrugada com Jesus, mas sei que se estou com Ele, este sono não me fará falta,  reconheço em mim, hoje sentiria falta do Senhor,

      O Senhor não me pode faltar e nunca faltará.

 

 

                                           CAPITULO IV

                                                  A ÁRVORE DA VIDA

 

No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava à árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações. (Apocalipse 22:2)

      Antes da viagem ao sul, eu havia feito alguns pedidos a Deus e hoje revendo a minha relação observei que muitos deles já se resolveram e outros estão em andamento.

     Cheguei a Guaratuba na sexta feira e só fui à Igreja no domingo, era o dia da Santa Ceia, como eu não sou batizada ainda não posso participar, mas como da primeira vez o Senhor me disse para recebê-lo em espírito, fiz a oração de arrependimento, pedi perdão dos pecados falei ao meu marido que fizesse o mesmo, depois agradecemos. Não sei o que os Pastores achariam disto mas foi o que fiz por ter recebido do Senhor.

      Na segunda feira tentei ir à hora de adoração da Igreja, mas ainda é difícil convencer o meu marido a ir, e algumas vezes até a me levar, para não criar discussões vãs na maioria das vezes desisto, entro no meu quarto e vou ler a Bíblia ou orar e falar com o Senhor;               

     No dia seguinte cobrei por não ter ido à Igreja o que gerou um conflito nada agradável, o dia foi pesado e a noite quando fui dormir ainda estava me sentindo mal.   A madrugada chegou e eu acordei, olhei no relógio e estava marcando 3:00 horas, me espantei pois achei que nem fosse acordar.

     Sentei na cama, orei, não senti nada, pedi perdão por ter discutido com meu marido durante o dia, por ter dito e feito coisas que não devia , continuei insistindo e nada, o Senhor não queria falar comigo, comecei a me desesperar e a chorar mas ainda assim não havia respostas, então repentinamente percebi que eu estava diferente, estava pedindo a Deus algumas coisas e Ele dizia, já te dei, já fiz, já ouvi, já perdoei, então agradeci e voltei a falar com Ele, Deus Pai, Filho e Espírito Santo como faço sempre, me dirijo a cada uma das pessoas da trindade, comecei a questionar algumas dúvidas que queria ter esclarecidas, como por exemplo o que é falar em línguas, ainda não falava, manifestei o interesse dizendo a Deus que gostaria de louvá-lo desta maneira, mas que queria saber o que estava falando, conversei sobre muitas coisas então disse:

     “Senhor eu queria ou quero, já que o Senhor me ama , pedir-lhe algumas coisas, o que eu quero é para a glória de Jesus Cristo e não minha, não tenho intenção de me vangloriar, nem de tirar nenhum proveito, mas eu queria ser usada em cura, libertação e poder salvar vidas que estão perdidas neste mundo, eu venho trabalhando a possibilidade de levar a pessoas os Seus milagres, permitir que estas pessoas o conheçam e possam assim como eu lhe falar e viver em Sua presença, então lembrei da mensagem do arquivo e disse a Jesus que gostaria de substituir todas as fichas do meu arquivo, por fichas novinhas, onde estariam os nomes das pessoas a quem falei do Senhor, eu sei que me ama, pois deu a vida por mim e pela minha salvação, sei que não precisaria fazer nada para merecer este amor, mas ainda assim, gostaria de mostrar as pessoas quem é Jesus, porque Ele morreu, qual a importância do sacrifício do Senhor para as nossas vidas, isto seria maravilhoso, aí neste momento veio o pensamento, “mas você vai usar Deus”, então falei se for da sua vontade gostaria sim, eu não quero usar Deus, quero ser usada para a obra Dele.    Então Jesus disse:  Imagine como seria? O que você precisaria? Com que recursos faria? Então eu falei, Senhor eu tenho imaginado há muito tempo, como fazer, mas o Senhor tem razão o Projeto é maior do que os meus recursos.   

     Aí o Senhor falou “Rocio, venha vamos nos sentar a sombra da Árvore da Vida para que você continue falando sobre os seus planos, e foi maravilhoso, eu estava com Jesus à sombra de uma Árvore linda, frondosa, estávamos sentados em um banco, eu via Jesus, maravilhoso e dizia a Ele oque eu precisaria, assim Senhor eu quero cura minha para poder curar os meus irmãos;  Senhor se eu precisar de mais dinheiro, pois o que eu tenho dá para uma parte, mas quando o Projeto começar a crescer o dinheiro vai fazer falta;  

      Senhor eu quero a Unção de cura; Senhor eu quero a unção de prosperidade; Senhor eu quero; e aí parei, olhei para o Senhor e falei Senhor eu quero um presente seu! Ele riu e disse que eu havia descoberto.  Eu perguntei ainda não entendendo, esses presentes todos que eu pedi vão lhe custar muito?   E Ele disse não, mas quais você quer?   Então eu disse que queria todos os que tinha pedido e para que eu ficasse ainda mais feliz  queria o dom de línguas para poder louvá-lo assim, neste momento o Senhor começou a me mostrar que era facial ter tudo o que eu queria, eu sou a filha que Ele ama, que Ele perdoou por mais de uma vez, e que para eu ter tudo era só pedir.   

     Então eu pedi;    Senhor eu quero o Espírito Santo, porque tudo vem Dele.   E continuei, na simplicidade de quem pede, Senhor eu quero que o Senhor me de o Espírito Santo, eu prometo que vou amá-lo, tratá-lo com muito carinho e vou fazer tudo o que Ele mandar.

     Então o Senhor disse” Rocio você receberá todos os teus presentes e para que tudo seja de acordo com a tua vontade, escreva todas as tuas experiências comigo, pois esta vai ser a forma de prosperar.

      Então Ele disse agora vá dormir, amanhã você receberá o teu presente, ainda tentei argumentar o porquê do amanhã e foi como se Ele me empurra-se para dormir, só lembro-me de ter dito abençoe os meus filhos e por favor não me deixe só, eu sei que tem anjos aqui, mas fique comigo.    Dormi o resto da noite e acordei muito bem.

     São 23:00 hs. do dia 19 de abril de 2007, um dia após ter pedido o meu presente, já escrevi mais de trinta páginas e estou aguardando o meu presente do Senhor, embora ache que Ele já me deu, quando perguntei ás 18:00hs. pelo meu presente Ele me disse, quem você acha que está escrevendo tudo isso.        Então entendi que havia recebido o meu presente.

     Na madrugada acordei como sempre as 3:00hs. da manhã, comecei a louvar ao Senhor mas o sono não me permitiu, dormi, acordei novamente , ajoelhei-me de volta mas os olhos ardiam e o sono era demais, por este motivo voltei a dormir.

     Após estes acontecimentos importantes decidi que vou relatar minhas experiências dia a dia para maior clareza e entendimento.

      Dia 10 Abril 2007 para Deus o primeiro louvor, as primeiras palavras e os agradecimentos.    Hoje fui à Igreja conversar com o Presbítero, fiz as perguntas que deveria fazer e como sempre as respostas vinham de encontro ao meu entendimento, ou seja o Ajudador já havia me esclarecido as dúvidas, eu que ainda não sabia como aceitar estas resposta

     Foi uma tarde como as demais muito proveitosa, esclarecia as dúvidas e saia cada dia mais maravilhada com a presença do Senhor na minha vida, nada que se diga sobre Deus hoje me parece suficiente, eu sempre quero mais e cada vez o amo mais , não me surpreendo quando me pego dizendo; “O Senhor como Ti amo” Deus tem sido uma companhia constante nos meus dias, em todo lugar que vou penso N’Ele e às vezes até clamo por Ele.

     Hoje ainda vou ler a 1ª carta de Paulo aos Tessalonicenses.             
    Isto também mudou na minha vida, hoje leio a Bíblia e entendo algumas citações de uma maneira muito diferente, mais esclarecedora do que antes, muitas vezes desisti da leitura da palavra por não compreender o que aquilo tinha a ver comigo, hoje consigo separar, analisar e as respostas me levam ao entendimento.

   “Nada nos será impossível” é o que diz Mt. 17:20, agora eu posso entender o que Deus quis dizer:   Eu quero;   Eu posso;   Eu vou acreditar, pois vem de Deus e tudo o que Ele diz é verdadeiro, quem sou eu para duvidar e porque faria isto se o amo e sei que Ele verdadeiramente é o meu Pai, aquele Pai que tudo faz pelos seus filhos amados e eu sou essa filha amada do Senhor.    Tudo é possível ao que crê, assim eu só tenho que esperar, mas sei que vai acontecer, se Ele prometeu é fiel para cumprir e cumprirá.   Um dia o Senhor me chamou e sei que irá me usar para os propósitos Dele, sei que irei pelo caminho que Ele escolheu para mim.   Deus deve estar trabalhando ainda a minha ansiedade por mais um tempo, mas vai acontecer.

      O Senhor me falou que o Presbítero ainda não sabe, mas ele faz parte deste Projeto que o Senhor irá me mostrar, existem mais pessoas mas hoje ele, o Presbítero é o que está mais bem preparado para trabalhar nesta obra.  

      O Senhor me falou e eu devo transmitir ao Presbítero que ele tem a unção do Espírito Santo e cinco dons que lhe foram concedidos, ele pode curar, libertar, prever, falar em línguas e prosperar, esses dons do espírito, são para todos, mas hoje só ele os tem.    Embora eu queira muito trabalhar para Deus e mesmo tendo estes sonhos e visões, sei que dependo ainda de muito trabalho para crescer e estar apta assim como ele.    Deus irá me capacitar assim como a todos que Ele quer que façam parte desta obra.    Todas essas coisas que me estão sendo mostradas são para que comecemos a tomar atitudes para podermos ao tempo de Deus ser usados por E

   Tenho agradecido a Deus por me ter posto perto deste Presbítero, pois ele foi a única pessoa que realmente me mostrou Deus sem cobranças de coisas que dizem respeito à religião e não exatamente a Deus.    Não sei se vou trabalhar junto com ele um dia, mas sei que vou trabalhar, o Senhor me disse que eu estou sendo preparada para isto.    acho que isso hoje é para o Presbítero, mas quem sabe, não perguntei, quando Jesus falou, como sempre muitas coisas para perguntar acabei esquecendo, mas ele, o Presbítero está preparado para fazer esta trabalho hoje.

 

 

                                                                        CAPITULO V

                                                                 O JARDIM DE DEUS

 

Ele é viçoso perante o sol, e os seus renovos saem sobre o seu jardim; (Jó 8:16)

 

    Acordei antes das 3:00horas , mais ou menos uns 10 minutos como sempre acordo louvando a Deus e pedindo ao Espírito Santo que esteja sempre comigo neste louvor, ai começam a aparecer músicas que há tempo não ouço:    Jogue sua rede ao mar;    Creia na palavra de Deus;   Porque muitas maravilhas Ele hoje vai fazer...   Isso me comove pois sei que é o Espírito Santo quem trousse este louvor.   Continuei louvando e falando com Jesus Cristo, sempre pedindo a Ele que me livre de todas as feridas que ainda estão na minha alma.

 

     Pedi a Jesus que perdoasse e libertasse a minha filha Cristiane e também pedi perdão a Ele por mim, por ainda ter mágoas, chorei muito por lembrar-me de quantas coisas negligenciei em relação a essa menina e não só a ela como aos outros dois filhos também, pedi ao Senhor que a liberte de todos os pecados inclusive aquelas maldições que passam de geração em geração, quero que os meus filhos sejam libertos, deixem de carregar consequências dos meus pecados ou dos meus pais e avós, por isso pedi a Jesus muitas vezes perdão, fiz o mesmo em relação ao Leomar e agradeci a Ele pois todas as coisas se ajeitaram para ele estar hoje numa chácara em um encontro da Igreja, fiz o mesmo pedido de libertação por ele.    Pela Josiane eu também pedi perdão, sei que o problema dela foi causado por alguma carga espiritual muito negativa, sei que é minha a responsabilidade de pedir a Deus por ela, também pedi a Ele para curá-la, conforme a Sua vontade, já sonhei muito com isto...

 

    Ainda nas lamentações pedi perdão e perdoei o meu ex-marido, pedi a Jesus que me liberte totalmente e me perdoe pelo divórcio, pedi que as filhas também o possam perdoar, para que não fiquem com estas feridas abertas, roguei pelo sangue de Jesus que cicatrizasse estas feridas de uma vez por todas.     Então chegou a vez do meu marido, foi um processo muito dolorido e tive que pedir a Jesus e ao Espírito Santo que me sustentassem para eu não fraquejar, as feridas que ficaram continuam ainda a me amargurar e eu ainda sofro muito quando tenho que lembrá-las.

 

    Jesus deve ter posto uma gotinha do Seu sangue para me anestesiar, porque eu tinha pedido isto, quando terminei disse que não iria comentar sobre as minhas dúvidas recentes pois prometi isso a Deus e quando caio neste assunto me lembro de que disse a Deus que iria esquecer e para que Jesus não fique sem falar comigo acho melhor não tocar neste assunto.

 

    Depois de todos estes pedidos de perdão agradeci e então disse : Jesus por hoje chega, eu não quero mais falar, quero apenas ouvi-lo e vou me limitar a respondê-lo.    Então Ele disse: “venha” Uma sensação de bem estar, misturada com alegria e um pouco de euforia passou por mim porque sabia para onde Jesus iria me levar, sabia o quanto isto era bom e íntimo com Deus.      Chegamos, não sei de onde eu vim, ou melhor vim do meu quarto, da minha cama, sequer olho para traz, não vejo o meu marido nela, simplesmente vou, nesta hora não existe o resto, nem eu quero que exista, tenho tudo o que é melhor neste momento com o Senhor.     

 

     Estava novamente naquele pedaço de jardim cercado por águas cristalinas e brilhantes, exatamente a sombra daquela Árvore, então eu lembrei que havia convidado o Senhor para ir andar na praia e perguntei novamente a Ele, então ouvi “vamos nos sentar um pouco aqui, conversaremos um pouco e depois iremos andar, admire Rocio este jardim maravilhoso.     Neste tempo perguntei ao Senhor sobre o meu presente e as respostas ainda são as mesmas, não ouvi o Senhor falar, mas até o dia 19 de agosto alguma coisa irá acontecer certamente.    Então Jesus levantou-se e disse: “vamos andar” levantei-me e o estava seguindo, então me achei no direito de pedir a Ele que me desse a sua mão, senti-me andando de mãos dadas com Jesus, andamos um pouco e passamos por uma pontinha parecia ser de pedras e depois de passar por ela comecei a sentir medo,” não tema” disse o Senhor,” este é o seu mundo visto por um ângulo que você não vê, olhe como é suja a sua praia, veja os Anjos tentando salvar algumas almas” ai realmente fiquei com muito medo, os anjos não tinham espadas, nem nada era uma luta espiritual, em cima das cabeças das pessoas.     Os Anjos tentavam salvá-las, mas elas iam até uma altura acompanhando os Anjos, mas aquelas coisas de aparência horrível, eu não sei se gostaria de descrevê-las, vinham atrás, até convencer as pessoas a deixar o Anjo e voltar com eles.

 

     A praia estava muito suja , feia com casais se agarrando ali mesmo no meio de todos aqueles bichos.    Os Anjos ainda ficavam por ali a uma certa distância com as mãos no rosto e chorando, assim como a minha mãe nos dizia, a mim e a meus irmãos, quando éramos crianças.

 

     Na cidade eu podia vê-los também, nas ruas, nos bares e em latas de lixo.     Quando me aproximei da beirada do que eu achava que era um morro, assustei-me e Jesus disse “calma, não tenha medo, são Anjos e eles não a deixaram cair, só então percebi que o morro era na verdade muitos Anjos e eu estava em pé nas mãos destes anjos, ao lado de Jesus.     Nesse momento Jesus virou-se e disse “vamos”, não perguntei nada de tão assustada que estava com tudo aquilo, não queria que eles, aquelas coisas feias nos vissem.

 

Quando estávamos voltando e já podia ver aquela pontinha e a Árvore da Vida a frente o Senhor me falou sobre aquela passagem.  

 

    Disse Ele: “venha sempre que quiser vir aqui Rocio esta é uma passagem para você, não precisa bater nunca, não tem porta, nem portão e aqui você estará sempre segura, eles não podem vir até aqui.” Foi quando ouvi o Senhor falar “é hora de dormir” então perguntei: Mas Senhor e isso tudo que o Senhor me mostrou? “vocês cuidaram deles, vocês libertarão aquelas pessoas e os Anjos protegerão a vocês.

 

   Perguntei quem são vocês, e o Senhor me disse: “você e mais alguns que eu estou preparando”.     E o meu marido Senhor?  Perguntei e o Senhor Jesus disse: Ao seu marido, foi assim que Ele falou, diz para começar a correr para não atrasar ninguém, pois ele não será esperado, se não quiser vir agora, um dia virá, mas tem que saber que você não irá esperá-lo e como ele está não poderá acompanhar você, você tem que ser como alimento puro, livre de toda a contaminação.

 

    Ainda perguntei sobre algumas pessoas e o Senhor me disse que logo eu saberia sobre elas.    “Hora de dormir”  disse o Senhor, então falei Senhor eu gostaria que nos desse bons sonhos para que pudéssemos contar uns aos outros pela manhã, me referia a minha família, dormi.

 

 

 

 

CAPITULO VI

 

A 2ª VISÃO DA PRAIA

 

    E outra vez começou a ensinar junto do mar, e ajuntou-se a ele grande multidão, de sorte que ele entrou e assentou-se num barco, sobre o mar; e toda a multidão estava em terra junto do mar. Mc.4:1

 

     Estou ansiosa para saber o que esta acontecendo com o meu filho, mas terei que esperar, pois os três devem estar juntos na Igreja visto que não consigo falar em nenhum dos telefones.    E maravilhoso saber que hoje os três estão juntos na Igreja, e fico feliz até quando consigo colocá-los juntos à mesa no café da manhã, da para imaginar como está o coração desta mãe.

 

    Eu hoje não fui à Igreja, nós fomos ontem e o Marcelo já havia definido que hoje nos não iremos, não quis insistir para não discutir. Não havia escrito ainda a minha conversa com Jesus de ontem de madrugada porque foi muito curta, Ele me ouviu durante algum tempo, me fez entender algumas coisas a respeito do que aconteceu e até disse que eu poderia ter feito, ou quis dizer que eu até participei ontem na interseção.    Eu disse a Jesus que queria ter participado da cura daquele menino e o Senhor me falou “quem você acha que curou aquele menino?  Então eu disse sei que foi o Senhor, o que eu perguntei e não acabei de falar a resposta foi também poderia ter sido você.    Chorei quando Jesus disse que também poderia ter sido eu.
Esta passagem se refere a uma cura que foi evidenciada em uma igreja, Jesus para Cristo no bairro de Piçarras e após ter estado junto no momento da intercessão fui para casa com aquele resultado o que me levou a falar a Jesus como me sentia. Passado este acesso de choro disse a Jesus, fala comigo Senhor, eu gostaria de continuar o nosso passeio de ontem e a resposta foi sim.

 

    Fomos à mesma praia do dia anterior e o que parecia era que havia uma grande festa, como foi no final do ano, com trio elétrico, muita gente, só que o motivo da festa era Ele.    Parecia um grande palco montado e em volta dele havia um mar de pessoas sendo curadas e abençoadas por Ele.    Eu estava lá e então curiosa eu perguntei, mas Senhor esta é a mesma praia de Guaratuba que eu vi ontem?     Depois da resposta afirmativa Ele me explicou que ela havia sido limpa por um numero grande de homens e mulheres de Deus e me fez ver a cena, eram umas trinta pessoas que vinham de mãos dadas pela avenida da praia, eles oravam o tempo todo e iam andando, conforme eles se deslocavam as pessoas que ali estavam iam tomando conta dos espaços que já haviam sido varridos, como disse o Senhor.        

 

    Eu estava o tempo todo perto Dele e via toda aquela multidão como se estivessem a minha frente, não senti medo e disse a Jesus que eu não via a hora que tudo aquilo fosse  realidade, então tive a resposta, não ouvi de Jesus, apenas senti “FALTA A AÇÂO”.     Pretendia levar a conversa, mas fui interrompida com um boa noite.     Alias nesta conversa Jesus me disse “não me interrompa”, achei interessante mencionar isto, pois é um dos defeitos que estou tendo dificuldade para corrigir se é que é um defeito, o outro é quando falo, vou perguntar ao Presbítero para me tirar a dúvida, mas ao mesmo tempo em que pergunto tenho a resposta de mim mesma e quase sempre de acordo com a dele, ou seja já sabia, mas pergunto “mesmo assim”.

 

   Depois desta conversa decidi que vou frequentar o Culto das mulheres e vou fazer libertação com a Pastora. 

 

 

 CAPITULO VII

 

O PRESENTES DO SENHOR

 

    Testificando também Deus com eles, por sinais, e milagres, e várias maravilhas e dons do Espírito Santo, distribuídos por sua vontade? Hb.2:4

 

    25 Abril 2007 Mais uma madrugada falando com Jesus Cristo. Após fazer as minhas orações, pedir as bênçãos de Deus para as nossas vidas, pedi ao Espírito Santo para louvar ao Senhor comigo, foram minutos de oração e louvor muito intensos pois comecei a sentir a presença do Senhor e então comecei a pedir a Ele que falasse comigo, como não ouvi nada perguntei, Senhor vai me levar para passear, vamos ao jardim ou a praia, para onde vai me levar?    Venha, foi à resposta, e me estendeu a mão, é ai que eu fico tão emocionalmente afetada que começo a chorar, sem saber por que, o toque que sinto na minha mão é diferente de todo e qualquer contato, de qualquer ser humano, mas Ele é Jesus, é muito bom.

 

    Quando dei a mão a Jesus senti que deveria subir um degrau e fui, mais uma vez não sei explicar do que se tratava, parecia ser um único degrau de granito ou mármore branco, mas não, era macio como algodão, então eu falei:    Isto é uma nuvem, pois já não via nem os meus pés nem os de Jesus, (Alias Ele usa sandálias brancas com duas tiras aqui na terra, mas quando chega ao jardim da Árvore da Vida  Ele não tem sandálias, nem eu.), subi na nuvem com Jesus e não demos mais nem um passo, lá estávamos na mesma sombra daquela Árvore.

 

    Perguntei sobre o meu trabalho e Jesus disse:  “Precisamos esperar pelos outros” fiquei mais curiosa e antes que eu perguntasse o Senhor me disse:”    Você ainda vai crescer muito, aprender muito, mas algumas coisas você já pode fazer”, então ele levantou o braço, tirou alguma coisa da Árvore e me mandou estender as mãos, depois Ele colocou sobre elas uma bolinha verde e o que eu senti foi o perfume, lembro-me de ter levado a boca, mas não senti gosto algum, só o perfume muito bom, muito suave e o Senhor me disse: “esse é um dos frutos que eu já posso te servir”, como sempre eu argumentei e mais uma vez Ele disse:  “Só mais este, estenda as mãos”, eu não havia entendido e estendi só uma mão e Ele disse;” as duas e não ponha na boca.”    Estendi as duas mãos como para receber uma benção, alguma coisa foi colocada sobre elas, mas eu não podia ver, perguntei o que era e o Senhor falou “leve as duas mãos ao rosto, nos olhos, e mantenha-as lá até eu falar novamente com você”, eu fiz o que Jesus falou e esperei, mas nada acontecia, parecia muito tempo, mas foram só alguns segundos e Jesus disse:” Isto é sabedoria para você compreender e discernir sobre as coisas, você vai ter mais facilidade ainda para aprender as coisas do Pai, do Filho e do Espírito Santo, não se contamine com informações dos homens, pois você já tem com você o melhor professor, companheiro, ajudador e consolador, quanto à outra frutinha vai te dar coragem para tomar decisões orientada pelo Espírito Santo, somente sobre o Projeto que você mesma pediu há tempos atrás.

 

    Tudo o que você está se propondo a fazer é propósito do Pai para a tua vida e com esta coragem você pensará sempre com o Espírito Santo.

 

    Pretendia perguntar mais alguma coisa, mas não cheguei a fazer a pergunta, Jesus falou: “por hoje é suficiente para você, sempre que eu achar que você cresceu em tua relação com o Pai e com o uso da palavra você receberá mais uma e outra, é só para acabar com a tua curiosidade, assim como aos demais.    Com você eu poderei servir todos os frutos desta Árvore, entre eles a vida, não consegui saber o que significa aos demais assim como você.    Continuei acordada ainda louvando ao Senhor, mas já estava de volta ao lugar de onde saí, o Espírito Santo me mandou cobrir o rosto novamente e então me disse que toda vez que eu fizesse isto eu olharia para dentro de mim e seria mais fácil me comunicar com Ele, o Espírito Santo.   

 

     Ele citou parte, ou algum versículo da Bíblia onde Deus disse onde Ele estava quando a pessoa cobriu o rosto, acho que foi Moises, mas não sei qual é a passagem Bíblica.    Antes de dormir senti como se os meus pés e as minhas mãos esquentassem e formigassem ao mesmo tempo, dormi pensando em tudo que ganhei do Senhor.             

 

     Preciso saber se os frutos da Árvore da Vida são os Dons do Espírito Santo, entendi que sim, mas decidi pesquisar mesmo assim.

 

 

 

 

 

 CAPITULO VIII

 

 A CURA DA AMIGA DO MEU MARIDO

 

      Ele é o que perdoa todas as tuas iniquidades, que sara todas as tuas enfermidades (Salmos 103:3)

 

    26 Abril 2007 não tenho muito a relatar, pensei, pois minha conversa com o Senhor na madrugada foi muito curta.

 

    Orei bastante pedi por todos os meus familiares, pelos meus amigos, ai pedi ao Espírito Santo que orássemos por quem Ele achasse que deveríamos e passamos a orar pelos enfermos, ou por pessoas que eu não conhecia nem sabia onde estavam, mas que naquele momento estivesse sofrendo de alguma forma e que estivesse também clamando o Nome do Senhor, acho que são muitos, mas oramos por uns 20 minutos mais ou menos, só por essas pessoas, depois disso pedi ao Senhor Jesus que falasse comigo e então ouvi algumas respostas, tive que ser muito insistente, acho que não me comportei bem durante o dia.

 

   Perguntei mais uma vez ao Senhor sobre tudo o que está acontecendo comigo e Ele disse que eu não deveria duvidar de nada, que eu realmente pisei numa nuvem, mesmo que tenha achado isto diferente foi o que aconteceu, “você também esteve no Meu jardim, você tem a passagem para ele, ela não será tirada de você, você viu a praia antes e depois e em momento algum deve duvidar.

 

    O Pai não gosta de saber de pessoas que questionam os seus sentimentos, pois isto diminui a sua fé. Acredite sempre:     Eu estou aqui falando com você.    Deus tem um grande propósito para você.    

 

    Hoje eu vou te mostrar a Igreja e te dizer por que se preparar para ela.   Todos os acontecimentos já te foram mostrados há algum tempo, mas confie que assim será, quando chegar o momento você saberá e os demais a ajudarão com os preparativos, Deus esta sempre pronto, vocês é que também terão que estar.    Oração e jejum ajudam muito para vocês não se dispersarem do principal.”    Desta vez eu não interrompi, mas tenho uma pergunta , e a unção, é dela que preciso? “A unção você tem, o que está falta é ter fé, acreditar, você vai aprender.

 

    Rocio está na hora de dormir; passe o dia em oração se quiser fale comigo, estarei sempre com você.   Seja abençoada.   Nem mais uma palavra, pedi ao Espírito Santo que continuasse ainda comigo, mas começamos a orar e cai no sono.

 

   À noite fui ao culto mas antes dele já estava sentindo uma presença muito grande do Espírito Santo, a sensação é estranha mas boa, enquanto lia em casa a tarde senti por várias vezes que Jesus estava ali, cheguei a orar muito e algumas palavras saiam num tom muito alto, como se estivesse perdendo o controle ao me expressar.

 

   Por duas vezes o telefone tocou e me assustei pois estava muito atenta àquela presença ao meu lado, sentia-o realmente, como se estivesse lendo comigo, orando comigo, era como uma pessoa com quem eu poderia falar, o único problema era que o meu marido estava em casa, iria me chamar de louca e as interrupções do telefone que tocou insistentemente por mais umas duas vezes.   À noite no culto a sensação voltou, mas perdi a  atenção  muito rápido, porque o Marcelo quis sentar perto de uma amiga e ela ficou falando o tempo todo dos seus negócios e dos empregados e assim ficou muito difícil manter aquele contato tão especial com Jesus.

 

Durante o culto também foi a mesma sensação e também a dispersão por conta do movimento da própria Igreja, preciso de um lugar só meu e de Deus, quando fomos a frente para receber a benção também senti a presença do meu lado mas, mais uma vez o Marcelo e a pessoa que orou por mim me tiraram aquela comunhão, fui para o banco e contei a minha amiga o que estava acontecendo e ela orou novamente comigo, pois eu não parava de tremer, contei a ela o que estava acontecendo e também a censurei por ter ligado para mim a tarde e me tirado da presença do Senhor.    Tive vontade de dizer a tal amiga do Marcelo que Deus vai curá-la.     Entreguei esta palavra a ela algum tempo depois e ela confirmou que o médico já havia tirado a medicação dela, por que não havia mais necessidade de toma-los.     Glórias ao Senhor, ela estava curada.

 

 

 

 

 

 CAPITULO IX

 

EU E O ESPÍRITO SANTO

 

     E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção. (Efésios 4:30)

 

    24 Abril 2007 A madrugada passada não foi muito agradável, eu descobri que Jesus não iria falar comigo, eu falei muito com Ele na Igreja, orei, pedi pelas crianças e também por mim e pelo Marcelo, mas as 3:00hs. eu me coloquei em oração, li a Palavra, li alguns Salmos, disse como sempre, Senhor Jesus fale comigo mas Ele não falou, senti a sua presença  junto a mim, senti aquele ar quente no meu rosto e a mesma sensação de felicidade quando Jesus estava perto e um pouco triste quando Ele não respondia as minhas perguntas, apenas entendi que o Espírito Santo me dizia não duvide do que está acontecendo a você, não duvide das coisas que estão sendo ditas a você, duvide apenas de alguns pensamentos que estão te afastando do Senhor, você hoje deve orar e louvar ao Senhor e isto eu farei com você, quando fui dormir eram 5:15hs. da manhã, foi um lindo período de oração e adoração.

 

    Hoje à tarde o Presbítero esteve em minha casa como havia prometido, conversamos bastante, eu como sempre atropelei a maioria da conversa, mas contei a ele coisas que deveriam ser contadas.   Fiquei um pouco sem jeito quando ele me perguntou por que não havia contado a ele sobre os sonhos que não eram sonhos, mas sim encontros com Jesus, mas só agora é que eu poderia ter contado, também achei que ele não me respondeu todas as perguntas e como fiquei com algumas dúvidas terei que perguntar ao Espírito Santo.

 

    Eu já sei a resposta para o Pastor.  

 

    A Igreja no todo é mais importante do que a unção de alguns membros da mesma, ele, o Pastor, deve trabalhar com o que lhe vier à mão, mas é melhor uma frequência que possa manter toda a estrutura funcionando, alguns projetos da Igreja são isolados pelos vários grupos formados, são ideais de pessoas que querem se dedicar ao serviço do Senhor, não sei se devo concordar com o Pastor, preferia menos pessoas, mas sim almas verdadeiramente entregues a obra, isso eliminaria a convivência com o pecado dentro da Igreja.

 

    A outra pergunta que ficou sem resposta foi sobre o Marcelo, e a resposta do Espírito Santo foi:     “Ele seguirá junto com vocês mas não há no momento a possibilidade de ele participar, ele se dispersa, se perde e retoma a vida no mundo com muita facilidade, ainda não está preparado para nada, faz opções erradas, deve ser conduzido para o caminho e orientado aos trabalhos mais de servidão, até que realmente se converta a Deus; Ainda tem dúvidas a respeito da entrega e não quer abrir mão das coisas do mundo, tem sonhos mundanos e precisa que as pessoas o fiquem lembrando de vigiar e orar.  

 

    O Leomar irá encontrar mais rápido o caminho do Senhor, não se preocupe com a Josiane, é rebelde mas a dependência dela a torna receptiva ao que vocês disserem a ela.”

 

 

 

 

 

CAPITULO X

 

GIDEÕES

 

   Vós mandastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. João 5:33

 

    28 Abril 2007, Estava ouvindo a pregação dos Gideões pela internet e lembrei-me do ocorrido na noite anterior e decidi escrever no intervalo das pregações.

 

    Acordei como sempre a 3:00hs. da manhã como todos os dias, fiz as orações, continuei falando com o Espírito Santo e com o Senhor Jesus, embora não houvesse resposta, então fui induzida a pensar sobre os últimos acontecimentos e como já citei em outra ocasião sei quando fiz alguma coisa errada, tenho a exata impressão que o Senhor  Jesus se zanga comigo, comecei então a pedir perdão e então vem o arrependimento, fui colocada na Igreja Batista e ali eu deveria dar o meu testemunho, mas com a ajuda do Espírito Santo.

 

   É a primeira vez que o Espírito Santo pede o meu testemunho em público, isso vai ser meio complicado, não estou acostumada a falar publicamente, principalmente sobre as coisas que acontecem na minha vida.

 

    Os dias que se seguiram passei em um encontro em Camboriú Sc. no encontro dos Gideões, foi muito bonito e muitas coisas que ali aconteceram mexeram muito comigo e com a minha amiga que também foi conosco, o Marcelo parece indiferente o tempo todo, parece muito frio, nada parece importar o suficiente para tocar o coração dele.

 

    Nestes dias orei muito e muitas vezes falei com o Senhor Jesus e pedi ao Espírito Santo que me ajudasse a louvar ao Senhor, mas não tive nem uma experiência que tenho com o Senhor Jesus na minha casa.

 

 

 

 

 

 CAPITULO XI

 

A SOS COM DEUS

 

     Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo. Ap. 3:20

 

    5 Maio 2007, Voltamos na terça feira e só hoje tive o meu a SOS com Deus.     Foi muito agradável a minha conversa com Jesus, mas eu fui dormir muito rápido, provavelmente pelo cansaço dos dia de Gideões.

 

    Ainda na terça feira o que aconteceu foi muito diferente, nós fomos a um almoço do grupo de homens da Igreja e eu passei ao Presbítero a palavra  AÇÂO, que tinha sido repetida para mim para que eu dissesse a ele, conversamos durante o almoço e ele falou algum tempo com o Marcelo, gravei o que havia dito a ele na cabeça e não esqueci era Ap. 3:20; além disto falamos sobre algumas mensagens e a maneira que eu as estava gravando, ele sugeriu que eu baixasse o Media Player 10, para poder gravar mp3.

 

     Fomos para casa depois de descansar fui para o computador, mas não tinha a intenção de baixar nada naquele momento, só queria ver a correspondência, quando cliquei em um dos e mail da minha sobrinha, uma mensagem com o salmo 23, em vez dele abriu uma tela azul com a opção de atualização do Media Player 10, isso só já era muito interessante, deixei fazendo o download e fui terminar de ler as últimas páginas de um livro.   Faltava muito pouco para terminá-lo, então na última página, a última frase, o encerramento do livro citava o versículo de Apocalipse 3:20, “Eis que estou a porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele Comigo.”(texto do livro, Um Estranho a Mesa do Jantar).

 

     As duas coisas aconteceram algumas horas depois de tê-las ouvido;   O Senhor Jesus já não é um estranho na minha casa e com certeza eu o chamo sempre para jantar e também agradeço a Ele por tudo que comemos.    A presença do Senhor Jesus é maravilhosa e eu não abro mão por nada em momento algum, tenho como todo mundo tarefas corriqueiras, e até chatices para aguentar, mas a presença do Senhor Jesus supera todo o mal estar que o dia a dia pode trazer, Eu amo o meu Deus.



 

 

 

CAPITULO XII

 

A TERCEIRA FRUTINHA

 

    E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. 1 Cr. 12:6

 

    Não acordei de madrugada.     Passei a manhã fazendo perguntas ao Senhor e mostrando a Ele que é possível duvidar, não que Ele é Deus, que Ele morreu na cruz por mim, não duvido que Ele é o meu salvador, o meu caminho, e hoje o meu melhor amigo, mas tenho dúvidas quanto a algumas coisas que me veem a cabeça como se estivesse sonhando acordada.     Após o almoço, tirei o meu tempo para o Senhor, mesmo já tendo conversado com Ele praticamente a manhã toda, perguntei novamente sobre os meus pensamentos, ou visões ou sonhos, então o Senhor me disse para não duvidar.

 

    Nesta hora pedi a Ele que me levasse ao céu e não terminei de pedir, lá estava eu novamente vendo aquele rio de águas brilhantes, aquela Árvore majestosa, Jesus a minha frente e me levando pela mão, Ele disse que tudo vai acontecer como eu descrevi, passamos pela pontinha e então O Senhor Jesus falou:  “Hoje é o dia da sua terceira fruta”, me emocionei muito, estou chorando  agora enquanto escrevo, é muito lindo.    

 

    O Céu é lindo, o Senhor Jesus é lindo na Terra e no Céu, continuando, passamos pela pontinha mas não fomos em direção ao meu mundo como da outra vez, desta vez fomos para um jardim, ou um campo, imensamente grande, a perder de vista, dava para ver uma montanha, ou uma parte elevada e o Senhor me disse:  “Fique aqui só um pouco eu já volto” Ele foi perguntar ao Pai sobre a fruta, foi o que me disse, e mais que eu não poderia ir pois se visse Deus eu morreria;    Ele foi e eu fiquei ali, meio assustada, de repente comecei a  observar que pessoas passavam por mim, eram diferentes, como se fossem formadas por vento, ou fumaça, não dava para definir, era uma fumaça colorida, algumas falavam comigo, diziam:    O Seu Senhor é Santo, Paz, não tenha medo.    O Senhor Jesus demorou em voltar e quando Ele chegou eu falei:   Pensei que eu tinha morrido e que estava no Céu Senhor! Ele disse: “Não, teu trabalho nem começou ainda, vamos a fonte.”

 

    Andamos mais um pouco e o Senhor me deu água limpa, cristalina, brilhante de uma fonte que até então eu não havia visto, passava pela pontinha, mas não via a fonte, só desta vez é que o Senhor Jesus me levou a ela, parecia que eu bebia diretamente das mãos do Senhor, só que elas estavam muito brancas, creio que por causa da água, saímos dali pela mesma pontinha de sempre, achei que o Senhor Jesus iria me levar de volta para casa, mas não, o Senhor me levou novamente a Árvore da Vida.

 

    Perguntei ao Senhor Jesus onde estava o Trono de Deus pois eu achava que era ali naquele jardim e a resposta foi que eu só via parte do jardim, a outra era invisível para mim, nem os Anjos podem ver;      

 

Então o Senhor Jesus me mostrou a Árvore e lá estava, um único fruto, bem pequeno, uma bolinha, parecia ter uns 3 cm. de diâmetro; Ele pediu que eu juntasse as mãos para receber e eu fiz, achei que iria comer, já que era uma fruta, mas em vez disso as minhas mãos a absorveram, foi como colocar manteiga em uma mão quente, só que não escorreu, simplesmente as minhas mãos a absorveram completamente.

 

    Esse foi um momento de muita comoção;     O Senhor falou então para eu não me preocupar com os meus sonhos pois isso tudo faz parte do teu crescer, disse Ele.     Perguntei sobre o porquê do sofrimento e o Senhor disse que outra ora falaremos sobre isto;     Assim que encerrou a nossa conversa passei a escrever, ainda ficaram algumas perguntas para serem feitas, mas tudo é a vontade do Senhor e no momento deveria escrever o ocorrido.     

 

    Ás 3:15hs. da manhã acordei para falar com o Senhor.     Orei, pedi ao Espírito Santo para louvar ao Senhor junto comigo, chorei um pouco por algumas coisas desagradáveis que aconteceram durante o dia e senti que o Senhor Jesus estava ali comigo, voltei a levantar a questão das minhas dúvidas e Ele falou para que eu acredite em tudo o que está acontecendo, perguntei sobre a fruta que me dera e o Senhor me disse que ela me dará poder, coragem e autoconfiança para quando precisar tomar as decisões sem excitar, perguntei da água e então me lembrei da ocasião em que pedi ao Senhor para beber da água que mata a sede para sempre, eu a havia pedido;    Também sem perguntar me foi dado o entendimento de que tudo o que receber vem de Deus e é para o meu progresso espiritual, até mesmo as palavras ditas por aquelas pessoas, de fumaça, devem ser levadas a compreensão de que Ele está me ensinando todas as noites ou madrugadas.

 

    Antes que voltássemos disse a Jesus que queria que Ele ficasse comigo, lembrei-me de Ap 3:20 e disse: Senhor um jantar é pouco, vem morar no meu coração, o Senhor Jesus esteve comigo o dia todo e ainda posso senti-lo bem perto de mim.

 

 

 

 

CAPITULO XIII

 

UM SÁBADO GLORIOSO

 

     E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus. (Lucas 24:15)

 

    Este foi um sábado glorioso, acordei com o Senhor Jesus então falei: Senhor quero que esteja comigo o dia todo.     Tomei café da manhã na companhia do Senhor.    Voltei as minhas tarefas diárias e enquanto passava o aspirador de pó na casa falei ao Marcelo:    Como que estas aranhas conseguem refazer estas teias em tão pouco tempo?   

 

     O Marcelo não ouviu, já estava do outro lado do muro cortando a grama. Então resmunguei:  Deixou-me falando sozinha.   E o Senhor disse: “não, não esta falando sozinha, eu estou aqui.”   Pedi desculpas e refiz a pergunta e o Senhor me respondeu:   “assim como você limpa a sua casa, elas fazem o trabalho delas, é tão constante quanto o teu”.

 

     Fiz o almoço, chamei o Marcelo, agradeci o que íamos comer, então olhei para a ponta da mesa onde em minha opinião o Senhor Jesus deveria estar, mas não havia prato, então me perguntei se deveria colocá-lo, a resposta veio muito rápido, antes mesmo da minha ação o Senhor disse “não se preocupe com isto”.     Confesso que fiquei com medo de ser chamada de louca pelo Marcelo se tivesse colocado o terceiro prato a mesa, o Marcelo já tem feito algumas caras feias quando digo que o Senhor está comigo.    

 

    Quando saímos para ir ao mercado falei ao Marcelo no carro que Jesus estava conosco, ele disse que eu o estava ameaçando.   O Senhor Jesus é uma ameaça para ele.    Não fiz mais comentários, passei a tarde lendo a palavra, mais precisamente a história de Davi, conversei com Jesus e escrevi o ocorrido.   Agora a noite ainda estou escrevendo, lendo, já comi, já agradeci e vou conversar com Jesus sobre o sofrimento.

 

    “Nem todos precisão sofrer, mas devem compreender e aceitar as adversidades normais da vida com resignação e principalmente aprender a esperar no Senhor, as respostas até para uma pequena dor; Eu não disse que você vai sofrer, essas foram palavras de outros, eu disse que nem tudo é quando você quer, mas sim quando deve ser; Você já recebeu o teu presente, quanto a poder usá-lo ainda te faltam alguns elementos, continue lendo a palavra e sendo orientada unicamente pelo Espírito Santo.”

 

    Depois de todas estas coisas que o Senhor me falou entendi que não devo ouvir tudo o que os outros falam, que só do Espírito Santo deve vir toda a minha orientação e que as respostas estão na palavra e quando tiver dúvidas devo consultar ao Espírito Santo. Muitas vezes discordei de atitudes de algumas lideranças, hoje sei que não preciso sofrer para viver com Deus e também aprendi que a lição mais importante é baseada no amor de Deus, e que só o consolador pode transmitir essas lições.

 

    Então orei ao Senhor:     Pai amado, Só o Senhor me compreende, Me aceita como sou, Perdoa os meus pecados, me livra do mal, me dá vida, me sustenta e ainda me instrui, mantendo o teu Santo Espírito comigo, Aleluia.

 

 

 

 

CAPITULO XIV

 

POSSO VÊ-LO SENHOR?

 

     E, tendo dito isto, voltou-se para trás, e viu Jesus em pé, mas não sabia que era Jesus.  Jo. 20:14

 

    Perguntei:   Posso vê-lo Senhor?  “Tanto pode que já me viu muitas vezes, já me viu na Árvore da Vida, já me viu na fonte, na montanha de Anjos, no seu mundo e até nos pés da sua cama, já viu o meu rosto muito próximo do teu, já falei ao seu ouvido hoje, você não entendeu, já soprei no seu rosto para você dormir, você entendeu e me viu, tire os óculos, feche os olhos, então pode me ver”.

 

    Obrigado Senhor, posso vê-lo e senti-lo, então ouvi um ruído longo, mas não entendi o que era;  O Senhor Jesus me mandou ler Jo. 4.10,  4:13 e 4:14, li e entendi o que o Senhor quis me dizer, glórias ao Senhor.

 

    Fiz essas perguntas a noite para o Senhor, hoje pela manhã estive com o Presbítero e sai da Igreja ainda com algumas coisas pendentes, tenho uma questão para resolver com uma certa urgência e ele me mandou perguntar a Deus.

 

   Acordei como sempre as 3:00hs., falei muito com o Senhor Jesus mas não obtive respostas, estava muito ansiosa e não consegui sentir nem a presença do Senhor, fiquei acordada até mais ou menos 5:30hs. da manhã, ainda sem conseguir dormir sentei apenas na cama e continuei insistindo em falar com o Senhor.     Não lembro muito bem sobre o que falava, só que de repente o quarto todo começou a ter mais e menos luz, só que eu estava no escuro, a luz do quarto estava apagada, a única luz acesa da casa não era no nosso quarto e sim no quarto dos fundos, caso alguém queira levantar a noite, o piscar da luz era diferente como se o quarto ficasse bem claro e depois bem escuro, não me mexi da cama continuei olhando, durou mais ou menos um minuto, como eu estava orando para voltar a dormir foi o que fiz, deitei-me e dormi.

 

    Na manhã seguinte fui correndo perguntar ao Presbítero o que foi que aconteceu no meu quarto.    Ele me disse que Deus aceitou o que eu fiz e que o piscar do quarto foi a resposta, como uma atenção especial de Deus para comigo.   (Eu gostei disso) Acordei as 3:00 hs. da manhã como já era esperado, agradeci a Deus por estar ali novamente falando com Ele;  Orei, louvei, adorei como diz o Presbítero quanto se diz SANTO, SANTO, SANTO, é adoração, desta vez era pura adoração o Espírito Santo me pôs a repetir:

 

     SANTO, SANTO, SANTO, SENHOR DEUS DO UNIVERSO e JESUS, JESUS, JESUS, MEU SALVADOR, isso foi longe, falei ainda com o Senhor, chorei um pouco mas, me refiz quando percebi que estava com pena de mim e isso eu não devo ter, graças ao Senhor Jesus eu não tenho porque ter pena de mim, principalmente por que as coisas que penso me faltarem?, eu tenho de Deus e com muito mais amor!.

 

     Fui dormir as 5:00 hs. da manhã, só que antes o Marcelo acordou, levantou-se e quando voltou foi como se quisesse me acordar, eu ainda não estava dormindo e falei para ele o que me veio a cabeça naquela hora, não sei como veio mas eu falei:    Não se incrusta brilhantes em latão, assim como não se coloca vidro em ouro no lugar de pedras preciosas, uma joia deve ser forjada com material compatível e de mesmo valor, para que a corrosão não a danifique.     

 

    O Marcelo me perguntou o que significava mas eu também não sabia responder, mas fiz a ele duas perguntas e isso me deixou intrigada também, pois aquela hora da manhã nada poderia ter vindo do meu próprio pensamento.    Perguntei se ele me havia falado toda a verdade quando decidiu pedir a benção de Deus para as nossas vidas e a segunda se ao fazer o juramento na hora da benção da nossa união ele também foi verdadeiro, só sei que estas respostas tinham alguma coisa haver com o exemplo da joia.   Fui dormir novamente e no café da manhã ele não voltou ao assunto e eu fiquei mais tranquila, mas ele me falou que não conseguiu mais dormir, levantou e foi assistir televisão.

 

    Agora a tarde eu tive outra experiência no mínimo curiosa;    Eu deitei e dormi os meus cinco minutos, depois acordei , peguei o livro Davi e comecei a ler, quando chegou à parte em que a criança morre, e que ele interrompe o jejum, toma banho, troca-se e vai a casa do Senhor, exatamente aí eu comecei a me sentir estranha, larguei o livro pois sabia que era alguma coisa vinda do Espírito Santo, continuei ali sem falar, sem ler, sem orar, só esperei para saber do que se tratava, então suspirei e disse: Ó Senhor! E então comecei a ouvir, falava comigo com uma certa rispidez, como se estivesse me dando uma bronca, me passando um sermão ou alguma coisa parecida só que eu não entendia nada, parecia que era uma única palavra e ela emendava-se em muitos “as” não vou nem me atrever a escrever porque para mim é totalmente incompreensível, foi uma experiência e tanto, achei que a partir dali eu iria começar a falar em línguas estranhas, mas sem entender nada , acho que seria estranho.

 

 

 

CAPITULO XV

 

JESUS PEDIU UM JEJUM

 

     E disse Cornélio: Há quatro dias estava eu em jejum até esta hora, orando em minha casa à hora nona. (Atos 10:30)

 

    O dia foi normal, mas a noite não começou muito bem; Eu queria ir a um jantar beneficente mas o Marcelo não concordou, resultado, discussão, mais uma vez eu tinha certeza que ele estava com medo de alguma coisa, ele não concordava em ir a lugares públicos, provavelmente por medo do que poderia acontecer.

 

    Quando fui dormir já era mais de 2:00 hs, ás 3:00hs. eu já estava acordada, ou seja dormi uma hora e muito mal depois do desconforto de uma briga.    Ainda com sono tive uma longa conversa com o Senhor Jesus, fui dormir novamente as 7:00hs. da manhã.

 

    Comecei como sempre com uma oração e louvor, repentinamente os meus pensamentos estavam longe da oração, eu continuava remoendo a questão do jantar, pois não tinha mais dúvidas, me repreendi quando percebi o que fazia e disse desculpe Senhor, esta hora é a nossa hora e nada pode me tirar da minha relação com Deus.    Pedi ao Senhor que me ajudasse a me livrar daqueles pensamentos e então comecei a refazer a comunicação com Jesus;    Ainda chorei um pouco mas voltei a falar a Deus sobre aquilo que realmente importa.     

 

    Andei pela casa toda, mesmo no escuro, falando com o Senhor, pensei se deveria , abri a porta e sai, ajoelhei-me lá fora na calçada e continuei a orar e falar com Jesus, o motivo era tentar a minha fé, queria saber se lá do lado de fora da minha casa eu não sentiria medo, isso para mim significava que nada poderia interferir na minha relação com Deus;

 

    Assim passei a noite em oração, só que nesta noite haviam duas coisas a se relevar a primeira era o teste do medo e a segunda também relacionada ao Senhor e a fé na sua Palavra , era a respeito do presente de Deus para a minha vida, em determinado momento Jesus me disse:  

 

    “Vamos, você quer saber sobre o conteúdo da Caixa” e lá estava ela no mesmo jardim que eu já vira mais de uma vez, o mesmo onde esta a maravilhosa Árvore da Vida, a Caixa que me refiro e que não mencionei antes, mas já sabia existir, é o meu presente, uma Caixa branca, não muito grande pois Jesus a colocou sobre as minhas mãos, não existe muito peso, alguma coisa perto de 200 a 300grs e esta com um fiozinho muito fino, branco e brilhante o qual ainda não me atrevi a puxar, como disse o Senhor Jesus já a colocou sobre as minhas mãos, mas não me permitiu abrir, estou descrevendo e a letra começa a ficar toda tremida, não sei o que esta acontecendo mas não paro de tremer e o Senhor me diz para continuar, é como se minha mão tivesse endurecido ou como se eu realmente tivesse alguma coisa sobre a mão que não esta me permitindo escrever corretamente, também eu estava muito quente, cada vez esquentando mais, terei que parar e parei.

 

    Algum tempo depois, voltando a madrugada como disse eu não abri o presente de Deus, Jesus disse-me amanhã você vai procurar o teu consolidador, até o momento eu não sabia o porquê do titulo, mas era o Presbítero, não retruquei desta vez, aceitei o que disse o Senhor e disse-me também que devo estar em jejum e ler a palavra antes de ir até ele;

 

    Comecei o dia em jejum , marquei com o Presbítero para as 14:00 hs. da tarde e não falei a ele que estava em jejum, falei tudo o que havia acontecido, sai da sala dele eram 16:00 hs. e eu continuava no jejum.   Antes de sair falei sobre o jejum, fui para casa e me preparei para ir a igreja a noite. São 23:00hs. e eu estou escrevendo para relatar o que aconteceu na Igreja e o porquê do jejum.  

 

    O louvor foi muito bonito, começou grande e foi crescendo, eu comparo este crescer do louvor ou manifestação do Espírito Santo com o levitar, a impressão que tenho é que a Igreja começa a ficar mais leve e subir.    Foi durante o louvor que comecei a me sentir estranha, como estava em casa, arrepiada, tremula e suando muito, com muito calor, o meu cabelo embora preso parecia aqueles das experiências de eletricidade, o louvor continuou crescendo e então senti que o Senhor estava bem coladinho comigo, bem do meu lado, era muito forte o que sentia e esperei que Ele falasse comigo, não sei o que imaginei que Ele faria naquela hora mas pedi a Ele que falasse comigo;    Ao meu lado , uma mulher chorava e orava desesperada, mas ela não estava sentindo a presença do Senhor pois ainda respondia aos apelos do Pastor e do Ministro de louvor, neste momento Jesus me mandou dizer a ela:  Você já recebeu;  Vacilei um pouco, trocou o louvor e o Senhor continuou a me dizer, entrega a ela, pedi ao Senhor que confirmasse o que deveria falar e Ele disse:   “Diga a ela que já recebeu.”    O louvor ainda não tinha acabado , cheguei mais perto dela e entreguei o recado de Deus.   Para mim a partir daquele momento foi como se eu já estivesse num segundo nível de louvor, parecia subir mais e mais, não ouvia mais o Pastor falando , apenas me entregava aquele louvor que já não era mais só daquela Igreja, parecia que os Anjos cantavam o louvor.    O banco todo parecia flutuar.    A mulher ajoelhou-se e agradeceu a Deus, disse-me depois que ela fora a Igreja por conta daquela resposta, o Marcelo também disse ter sentido um arrepio quando eu estava ali ao lado dele.     Quando acabou o louvor lembrei-me de que tinha ido falar com o Presbítero e quando eu disse a ele que tinha ido lá para receber alguma coisa , ele falou que eu precisava crescer mais no meu relacionamento com Deus antes de pensar em receber mais, porem enquanto falava comigo ele me apontou o dedo e disse isto eu te dou, ele estava exemplificando o texto da Bíblia que eu havia lido antes de chegar lá, neste momento entendi que o Senhor me mandou até lá em jejum e com o texto da Bíblia lido , ele só tinha que dizer que o Senhor estava me dando aquilo a que se referia o texto, ou seja , eu seria usada para profetizar na vida das pessoas ou para entregar a elas os recados de Deus, sai da sala dele bem mais calma do que entrei e lembro-me de ter dito a ele eu já recebi o que vim buscar.      O culto terminou como começou, pelo menos para mim, em glória, devo orar pelo moço que é ateu.

 

 

 

                                   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                              CAPITULO XVI

 

JESUS ME BATISOU NAS ÁGUAS

 

     Um só Senhor, uma só fé, um só batismo; (Efésios 4:5)

 

     Não acordei ás 3:00 da manhã porque simplesmente não dormi, ás 2:45 hs., sai da cama, fui a cozinha tomei um copo d’água e fui orar e esperar com muita ansiedade para falar com Jesus, não demorou muito e senti que o Senhor estava comigo, fechei os olhos e pude vê-lo me chamando, Ele estendeu a mão e disse:  “Venha”, como sempre eu tinha algumas perguntas a fazer mas Jesus disse:  “Vamos, preciso  te dar mais fé, “então Ele me disse que fé é obra do Espírito Santo é uma graça que nós não merecemos, mas que recebemos gratuitamente pelo amor do Pai, também falou que eu preciso da verdade,” a fé e a verdade se sustentam e te dão mais segurança nos atos isolados onde você precisa tomar a decisão, quando Eu digo vá, você vai, se eu disser diga você diz.

 

    Fomos até aquele jardim maravilhoso e eu já emocionada de vê-lo novamente, olhei para a Árvore da Vida e até aonde a minha vista alcançava não havia nem uma frutinha, mas nós também não fomos até ela, a caixinha estava ali no mesmo lugar, passamos e continuamos seguindo o rio, muito próximo da água, eu podia sentir como se ela fosse tocar os meus pés, continuamos andando, passamos ao lado da pontinha, mas não por ela, passamos simplesmente , ela também ficou para traz, passamos o local onde o Senhor me deixou da outra vez e eu pude ver aquele povo de fumaça colorida, me estiquei para ver se conseguiria ver alguma coisa lá em cima, mas nada vi era só eu e Jesus.   

 

    Caminhamos em silêncio por mais algum tempo, a vista é maravilhosa, parecia que Ele queria que eu apenas apreciasse, sem falar nada, alias tem momentos que parece nos tirar o fôlego tão lindo é aquele lugar, continuamos e então eu podia ver a frente alguns grupos de pessoas, num determinado momento o Senhor disse-me este é João, mas só passamos por ele, não  paramos só reverenciou a Jesus com a cabeça e eu não entendi o que Ele falou, andamos Mais um pouco e o Senhor disse:   “É aqui”, haviam três pessoas ali e parecia que estavam me esperando; Jesus me mandou ir até aquelas pessoas e Ele veio depois de mim, eu não percebido antes, mas agora eu tinha roupas iguais as deles, cheguei bem perto, Jesus também e então Ele disse: “Vamos entrem na água”, nós entramos e Ele confirmou o que eu já imaginava “esta é Maria, minha mãe, deram-me as mãos Maria e Thiago e me levaram mais para o fundo, havia mais uma pessoa mas ela estava de costas e eu não conseguia saber quem era nem o Senhor fez qualquer comentário sobre ela, só sei que deveria estar ali.

 

    Todos vestíamos uma túnica branca, longa, inclusive Maria, ela não usava o manto azul, só a túnica como todos nós.     Jesus disse, “você será batizada nas águas conforme o teu desejo, Eu Sou o Filho, mas te batizo em nome do Pai do Filho e do Espírito Santo” então Ele fez um sinal e Thiago e Maria me sustentaram enquanto a água subia, eu não fui mergulhada , a água subia como se fosse um tubo, cheio d’água, as mãos do Senhor faziam a  água subir, podia ver que só comigo estava acontecendo pelas vestes de Maria e de Jesus assim como dos demais  as roupas deles estavam molhadas só até uma altura mais ou menos de 20 cm.,  eu estava completamente molhada, a água passava por cima de mim e corria pelo meu rosto e a essa altura se misturavam as minhas lágrimas incontidas pelo amor que sentia pelo Senhor Jesus naquele momento, as minhas vestes estavam totalmente molhadas; Jesus então “disse” isso aumentará muito a sua fé,  eu olhei para Maria e ela sorria e Jesus também sorria, então ele falou:    “ Essa é a minha família, você sabe não é”.   

 

     Confirmei com a cabeça, saímos da água e começamos a voltar até uma altura todos juntos depois as pessoas foram ficando para traz, Maria se despediu de mim quando nós passamos pelo grande monte que o Senhor Jesus subiu da outra vez eu continuei acompanhando a subida dela com os olhos atentos então foi como se uma cortina se abrisse e lá do outro lado eu vi uma porta e o Senhor Jesus me disse:  Aquele é Pedro, ele estava lá, lembrei que ele é quem cuida da porta do céu;    Passamos aquele pedaço e me bateu a curiosidade de saber onde estava Paulo, o Senhor me disse “você já vai vê-lo” e chegamos a Árvore da Vida e lá estava Paulo, sentado no banquinho que eu sentei com o Senhor, ele tinha um livro nas mãos e um lápis, levantou os olhos reverenciou o Senhor Jesus e foi saindo devagarzinho.  

 

     Quando ficamos sós eu e o Senhor Jesus novamente ali na Árvore da Vida o Senhor Jesus falou;  “Agora é a hora da verdade” eu imaginei que Ele fosse me contar a verdade sobre as minhas dúvidas mas Ele virou-me de frente para Ele, olhou para mim e soprou no meu rosto, então Ele disse: “Isso é para você ver sempre a verdade nas pessoas, você a partir de agora vai poder avaliar melhor os que se aproximam de você e mais, não vai permitir que seja enganada por visões erradas, nem avaliações distorcidas, o inimigo não pode mais te enganar, mas ainda não lute contra ele sozinha, peça sempre a minha ajuda.”   Eu falei Senhor! E Ele disse: “deixe ainda como esta é ele quem vai te deixar, mas diferente do que você está imaginando, ele não irá viver com outras, eu irei tirá-lo de você também o Leomar, confie em mim e nada lhe faltará, mesmo a dor se consome quando Deus é o nosso Senhor, ou o Seu Senhor.

 

     Mais uma vez fui dormir relutando pois queria ficar ainda mais com Jesus, mas Ele diz durma e eu durmo, era mais ou menos 7:00hs. da manhã.

 

 

 

                                

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                   CAPITULO XVII

 

ÁGUAS DE FONTE LIMPA

 

    E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Omega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida. Ap. 21:6

 

    Tenho ido dormir tarde todas as noites e também tenho acordado as 3:00hs. da manhã na maioria delas , ainda tenho muitas preocupações em relação aos meus filhos e por mais que tente deixar de lado acabo sofrendo demasiadamente em determinadas situações, ultimamente a minha preocupação maior é com o Leomar.

 

    Esta noite também como as outras foi especial, acordei antes do previsto e comecei a fazer as minhas orações, orei pelos meus filhos, pedi ao Senhor pelo Leomar pois já não posso mais resolver coisa alguma em relação a ele, entreguei ao Senhor toda a situação, passei algum tempo em oração então pedi ao Senhor que falasse comigo, como sempre faço, e Ele me disse: “Venha” isso é sempre um momento muito especial, a reação do meu corpo da minha alma a essa palavra  do Senhor Jesus, é como se o mundo todo mudasse de direção em segundos.

 

    Ele me levou a um lugar que para mim ainda é muito estranho, parecia um desenho que me foi mostrado pelo Presbítero na semana em que o Senhor me tocou;    No desenho existe uma fonte e ela parece estar no alto de uma montanha, é uma fonte de águas limpas e ela cai até o chão, no desenho que o Presbítero me mostrou e quando me mostrou disse que só poderia me dar água dali de cima, água pura, sem contaminação, disse o Presbítero que eu deveria receber desta água, que eu não deveria ser contaminada pelas águas lá de baixo.

 

    O Senhor Jesus me Mostrou a mesma fonte e disse: “você esta vendo lá embaixo, existem muitas pessoas e todos estão ingressando”, eram muitas camadas de pessoas e iam diminuindo conforme se chegava a fonte,” em todas estas camadas existem pessoas já batizadas, pessoas sem ser batizadas , mas não e isto que separava as camadas, e a maneira que se entregam aos propósitos de Deus,  lá embaixo na primeira camada as pessoas não sabem o que obedecer, estão completamente perdidas e não conseguem esclarecimento. 

 

    Nas camadas do meio elas conseguem ouvir e entender o que lhes é passado mas ainda não conseguem ter uma vida com Deus, suas prioridades ainda estão no mundo, mais acima estão pessoas bem esclarecidas mas põem os seus interesses pessoais a frente da obra, estudam, conhecem a palavra e até fazem a obra de Deus” ai eu interrompi o Senhor e perguntei , onde estão os Pastores Senhor?    E Ele me disse : “em todas os lugares, assim como os outros tem pastores que estão lá embaixo, mesmo já tendo sido batizados” então eu tentei perguntar mas a resposta veio antes “pessoas como o Presbítero só recebem da melhor água assim como você, quando ele te disse que só poderia te dar água direto da fonte limpa ele quis dizer que você já recebeu o suficiente no teu dia a dia na presença de Deus, e que por isto só o Espírito Santo é que pode te ensinar.

 

    A tua comunicação é com Deus Pai, Filho e Espírito Santo, Eu quis te mostrar que você caminha conforme a vontade de Deus e mais que você não deve se contaminar com aquilo que não é puro, que não é de Deus, não busque respostas no homem ele nada tem a te dar, busque sempre a fonte limpa, todas as respostas para as tuas dúvidas devem vir do Espírito Santo, Eu sempre estou com você, a tua atenção é que precisa estar nas respostas, você sabe quando fazer e quando não fazer, já te dei muitos dons entre eles o discernimento para você poder agir conforme a vontade do Pai, nada na tua vida acontecerá ao acaso, tudo é conforme lhe for dito, esteja sempre em comunhão, ore quando perceber a dúvida e a resposta te será dada.

 

Cuide para não pecar e não desagradar ao Espírito de Deus” eu tentei falar mais alguma coisa mas o Senhor disse:  “ Chega por hoje, hora de dormir.”   O quarto estava muito frio e não me recusei a deitar, peguei no sono logo em seguida, sempre digo Senhor me da um lindo sonho, mas desta vez não consegui, dormi antes não me lembro nem de ter voltado a orar.

 

 

 

 

 

 

 

                        ENCERRAMENTO

 

 

 

Assim encerrei este primeiro livro para que possa ser editado, o Senhor continua a falar comigo desde o nosso primeiro encontro, continuo a escrever tudo o que tem acontecido e estou certa que ainda vou andar muito com o Senhor aqui na terra e lá no jardim que ele me leva, assim também pedi a Ele para que venha sempre me buscar para passear, quero ir ao céu e quando falei a Jesus Ele me disse que sim, mas vai ficar para o próximo livro.
Das pessoas citadas neste livro, além da minha família, só restou o irmão que naquela oportunidade pode ver o Senhor, hoje Pastor,  e trabalhando na obra junto comigo no PROJETO LUZ DO MUNDO, também contribuiu nesta obra fazendo as referências bíblicas a cada episódio que estive com Jesus.
Para Glória do único e verdadeiro Senhor da minha vida este livro será editado e publicado de acordo com o que recebi nesta caminhada.



 

                              Maria do Rocio

 

Pesquisa no site

Presente de Deus

Visitantes online

Temos 350 visitantes e Nenhum membro online

Ver quantos acessos teve os artigos
2095606

TEXTOS DO PASTOR

Heróis da Fé

MENSAGEM BÍBLICA DE CURA

E não nos cansemos de fazer o bem, pois no tempo próprio colheremos, se não desanimarmos.
(Gálatas 6:9)