A JORNADA

Escolha o idioma

Mensagem

      

Queridos irmãos, essa mensagem vem justamente com um único propósito de entregar a resposta que você estava aguardando da parte do Senhor.

 
Logo cedo, pela manhã ao iniciar meu devocional da leitura da palavra o Senhor imprimiu em meu coração o desejo de escrever e passar como forma de resposta àqueles que estão em situações adversas e alheias a sua vontade.
 
A palavra que o Senhor me entregou logo pela manhã eu desejo compartilhar a todos aqueles que de alguma forma está concluindo que Deus está demorando ou não está atento a sua digna causa.
 
Como filho que sou, eu tenho plena consciência que Deus é justiça, e, se Ele é justiça é por que é juiz. Ele é o martelo que esmiúça a pedra, Ele é quem faz questão de nos ensinar ainda que a decisão seja dolorosa.
 
E por falar em uma situação dolorosa, Ele sim sabe perfeitamente o que é passar por momentos dolorosos ao ver seu filho unigênito ser entregue a toda espécie de flagelos e mazelas para que nós tivéssemos vida e vida em abundância.
 
Pois bem, fui para uma reunião como se estive indo ao matadouro e a vítima seria eu.  Uma reunião onde inúmeras pessoas iriam decidir a futuro da empresa por conta de meu excesso de confiança e por algumas falhas operacionais a começar por mim e chegando até a minha equipe de trabalho.
 
Em síntese, o trabalho era para ser entregue até 04/03/2016 e por conta de uma série de inconvenientes, tais como as intempéries, chuvas, ventos, muito calor, falta de funcionários, dificuldades de acesso em lugares onde o morador deveria estar ou permitir entrar, retrabalhos, retoques, limpeza e outros mais.
 
Enfim, viemos a finalizar dia 07/05, pouco mais de dois meses de atraso, e não somente pelos atrasos, mas também por todo material, toda mão de obra excedente foi causando grandes transtornos no que se refere a despesas e custos que somente eu como empresa teria suportado.
 
Por conta desse atraso, foi votado pela comissão condominial o bloqueio dos demais pagamentos até que se fosse resolvida a questão onde por via contratual e por força de lei todo contrato de prestação de serviço deverá constar multa pelo atraso na entrega.
 
Essa multa é um tipo de segurança para danos e prejuízos causados pelos prestadores de serviços. Muito embora, nós não estivéssemos causando nada parecido; nós estávamos apenas e tão somente em atraso por um serviço na fachada do prédio que não impediam os moradores de ir e vir livremente com exceção a utilização da piscina por alguns dias da semana.
 
Tivemos alguns percalços de peque monta, tipo um tapete comum manchado com tinta, duas plantas que ficaram queimadas pelo calor por conta da cobertura de lona plástica para proteger o piso e jardim. As plantas não resistiram ao calor e vieram a morrer infelizmente.
 
Tivemos também uma porta da casa de máquinas que de tanto abrir e fechar quebrou a lingueta da fechadura e a maçaneta ficou torta. Outra porta do barrilete igual ao da casa de máquina em alumínio branco, também ficou desalinhada por conta dos ventos fortes e por estar aberta ficou batendo e desalinhou. Tivemos que levar para um serralheiro reformar, e por fim, recolocamos a porta tal como era inicialmente.
 
Resumindo, nós estávamos tendo prejuízos momentâneos, mas, estávamos honrando aquilo que fomos contratados, embora estivéssemos super atrasados.
O fato é que, não nos agradava em nada o ocorrido, mas, sabíamos que não devíamos desistir e nem baixar a guarda. Sabíamos que deveríamos seguir até o final mesmo sabendo que muitas situações estava também sendo causadas pelos condôminos.
 
 
A REUNIÃO
 
 
Após uma noite tensa de reunião de condomínio onde estava em jogo a minha idoneidade, a idoneidade da minha empresa. A reunião iniciou-se tensa onde se discutiu a diferença na cor da fachada que fora pintada. Até aí, não nos competia por que foi escolhida por alguns que vieram depois de tudo pronto descordarem com a mudança na cor.
 
Contudo, na segunda parte da reunião seria votado se realmente cobrariam a multa e essa multa pagaria os transtornos e prejuízos dos moradores que se sentiram prejudicados por verem respingos de tinta em suas janelas por mais dias além do combinado. Ressarcir moradores que não puderam utilizar a piscina nos dias da semana em que estaríamos pintando a fachada do lado da piscina.
 
Resolveriam se essa multa seria o suficiente para suprir os transtornos das visitas estarem vendo a sujeira causada pela empresa da pintura nas varandas e vidros.
 
Também resolveriam os seguintes pontos:
 
1° Vamos reter o saldo total e não pagar mais nada;
2° Vamos liberar uma parcela e reter a última;
3° Vamos cobrar a multa contratual pelos dias de atrasos e devolver o que sobrar;
4° Vamos liberar as duas parcelas, mas na condição da empresa dar um bônus em serviço.
 
 
OS DIAS QUE ANTECEDERAM A REUNIÃO DOS MORADORES
 
 
Embora estivesse em atraso não víamos nada de intencional negativo da nossa parte. Certamente não estávamos naquele local pelo prazer de atrasar e nem muito menos de prejudicar alguém. Contudo, a visão dos moradores por força e pressão da comissão de pintura era uma só vamos cobrar a multa.
 
O valor da multa muito embora fosse significativo para nós, o caso era mais que valores materiais, estava envolvido nossa idoneidade, nossa personalidade jurídica e capacitação técnica em jogo.
Não podemos deixar de mencionar nossa preocupação e também nos sentirmos injustiçados, de alguma forma queríamos que tudo fosse resolvido com ordem e justiça.
 
E por falar em justiça, é justamente nisso que venho entregar para todos que estão necessitados de uma solução e sabem que somente Deus poderá resolver, seja o que for.
 
Os dias que antecederam ao dia fatídico da tal reunião, eu, por experiência própria de outras ocasiões comigo mesmo e também com irmãos que por vezes me procuram para interceder junto a Deus pela sua causa, fiz o que todos devem fazer em situações iguais ou semelhantes.
 
Ora, se Deus é justiça, é o grande juiz, e nós somos seus filhos e podemos contar com sua justiça em qualquer situação, então vamos fazer o que for necessário para Ele resolver.
 
Partindo do pressuposto que estamos em plena verdade e que estamos sendo injustiçados é certo que Ele nosso Senhor Jesus Cristo vai advogar a nossa causa e o veredito será dado pelo nosso Papai.
 
E também se não estivermos na plena razão ou direito também será feita a justiça mesmo que seja para nos trazer dissabores como consequências pelos nossos impensados ou intencionados atos.
 
É certo que devemos responder pelos nossos atos mesmo que tenha havido arrependimento. Se prejudicamos alguém, se causamos prejuízos a outrem podemos ser perdoados mas temos que responder pelos danos causados. Nesse caso não se trata de injustiça, mas de pagar de alguma forma pela transgressão feita.
 
Sabemos que se estivermos em pecado atrairemos as consequências dela sobre nós e nossa família também sofrerá por que eu fui o causador dessa dor, eu habilito resultados negativos sobre a minha estrutura familiar, financeira e empresarial.
 
Estou ciente que não estava prejudicando e nem lesando pessoas, então fiz o que todo cristão deve fazer nos momentos de injustiça, todo cristão deve ir até o juiz, deve ir até o tribunal para ter a solução.
 
Livra-me, ó Deus! Apressa-te, Senhor, a ajudar-me!
Sejam humilhados e frustrados os que procuram tirar-me a vida; retrocedam desprezados os que desejam a minha ruína. Salmos 70:1,2
 
O Senhor seja o juiz e nos julgue. Considere ele minha causa e a sustente; que ele me julgue, livrando-me de tuas mãos. " 1 Samuel 24:15
 
Saibam que agora mesmo a minha testemunha está nos céus; nas alturas está o meu advogado. Jó 16:19
 
Nosso Deus vem! Certamente não ficará calado! À sua frente vai um fogo devorador, e, ao seu redor, uma violenta tempestade.
Ele convoca os altos céus e a terra, para o julgamento do seu povo.
Salmos 50:3,4
 
O Senhor faz justiça e defende a causa dos oprimidos. Salmos103:6
 
Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça Efésios 6:14
 
Pois é mediante o Espírito que nós aguardamos pela fé a justiça que é a nossa esperança. Gálatas 5:5
 
Senhor, tu assumiste a minha causa; e redimiste a minha vida. Lamentações 3:58
 
pois o Senhor será o advogado deles, e despojará da vida os que os despojarem. Provérbios 22:23
 
Pois defendeste o meu direito e a minha causa; em teu trono te assentaste, julgando com justiça. Salmos 9:4
 
E por fim, perante a tantas discórdias, opiniões a favor e contra, eu me mantive em oração e em espirito me coloquei perante ao tribunal do justo juiz e apresentei a minha causa.
Confiei plenamente no julgador do único que poderia julgar com justiça.
 
RESULTADO DA VOTAÇÃO
 
 
Após a exposição de motivos dos condôminos, chegou a nossa vez de apresentar nossas considerações e defesa.
Confessamos nossos erros e falhas técnicas, porém, expusemos e justificamos que somente nós como empresa fomos prejudicados pelo mau tempo, feriados, falta de funcionários, falta de água, resistência e ausência de alguns moradores.
 
Chegou o momento da votação, recordando os pontos de votação vemos o seguinte:
 
1° Vamos reter o saldo total e não pagar mais nada;
2° Vamos liberar uma parcela e reter a última;
3° Vamos cobrar a multa contratual pelos dias de atrasos e devolver o que sobrar;
4° Vamos liberar as duas parcelas, mas na condição da empresa dar um bônus em serviço.
 
A cada unidade, cada morador foi votando e somente alguns da comissão da pintura, ou seja, apenas duas das cinco pessoas votação na segunda opção que seria reter uma parcela a título de indenização.
 
Os demais moradores foram votando e escolhendo a opção quatro, a maioria concordou em pagar tudo, não cobrar nenhuma e pediriam um bônus de um serviço onde colocaremos apenas a mão de obra mediante um acordo com a ciência da maioria dos moradores.
 
Definitivamente, o Senhor entrou com a providência que nós estávamos precisando, o pagamento na íntegra perante ao que foi retido.
Imediatamente, louvei ao Senhor e disse o meu Juiz deu seu “acordon”, Ele decidiu da melhor forma, de modo que praticamente todos saíram satisfeitos.
 
 
JUSTIÇA DIVINA DA BOCA DE DEUS
 
 
Relembre o passado para mim, vamos discutir a sua causa; apresente o caso para provar sua inocência. Isaías 43:26
 
Sabendo que Deus sempre ouve seus filhos e principalmente os filhos que o buscam com sinceridade e não tem nada a esconder dos homens.
Por vezes vinha a minha memória a passagem onde o Senhor claramente diz:
 
Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece as minhas inquietações. Salmos 139:23
 
Deus justo, que sondas as mentes e os corações, dá fim à maldade dos ímpios e ao justo dá segurança. Salmos 7:9
 
E você, meu filho Salomão, reconheça o Deus de seu pai, e sirva-o de todo o coração e espontaneamente, pois o Senhor sonda todos os corações e conhece a motivação dos pensamentos. Se você o buscar, o encontrará, mas, se você o abandonar, ele o rejeitará para sempre. 1 Crônicas 28:9
 
Ó Senhor dos Exércitos, tu que examinas o justo e vês o coração e a mente, deixa-me ver a tua vingança sobre eles, pois a ti expus a minha causa. Jeremias 20:12
 
Senhor, tu me sondas e me conheces. Salmos 139:1
 
Sonda-me, Senhor, e prova-me, examina o meu coração e a minha mente; Salmos 26:2
 
Eu sou o Senhor que sonda o coração e examina a mente, para recompensar a cada um de acordo com a sua conduta, de acordo com as suas obras. Jeremias 17:10
 
Não parava de vir em meus pensamentos um pedido ao Senhor dizendo: Sonda-me Senhor veja se a algo ruim em mim que possa justificar que teu filho passe por essa injustiça. Por que, se, houver será justo que eu padeça, mas, mostra-me para que eu não faça mais.
 
 
RECEBENDO O SEU LEGADO
 
 
Finalizando, só tenho que agradecer ao nosso Papai pela decisão em livrar o seu filho de algo que poderia prejudicar outras vidas que dependiam desse valor.
O nosso juiz agiu com justiça como sempre o fez desde a eternidade, desde os confins da terra, ali Ele estará para socorrer um justo que o procura por justiça.
 
Vejam, eu enviarei o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim. E então, de repente, o Senhor que vocês buscam virá para o seu templo; o mensageiro da aliança, aquele que vocês desejam, virá", diz o Senhor dos Exércitos. Malaquias 3:1
 
Estou certo que Deus enviou seu mensageiro, seu orador oficial a proclamar aos céus que Ele havia nos entregue o legado vitorioso na pessoa do Senhor Jesus.
Encerro deixando ao seu coração uma palavra que se encerra por ele mesma “CONFIE” e o mais Ele fará.
 
Roberto Polido.

Pesquisa no site

Presente de Deus

Devocional

Visitantes online

Temos 114 visitantes e Nenhum membro online

Ver quantos acessos teve os artigos
2232377

TEXTOS DO PASTOR

Heróis da Fé

MENSAGEM BÍBLICA DE CURA

 

O anjo me disse: “Você deve profetizar novamente contra muitos povos, nações, línguas e governantes”. (Apocalipse 10:11).